BAYER

Bayer anuncia expansão da plataforma ForwardFarming na América do Sul

Bayer inaugura essa semana a 1ª unidade no Brasil
Por: -Leonardo Gottems
515 acessos

A Bayer anunciou que vai ampliar sua plataforma “ForwardFarming” na América do Sul abrindo a primeira unidade brasileira deste projeto de conhecimento para agricultores focalizado em soluções agronômicas personalizadas, administração proativa e associativismo. A AgrícolaTesta, na Argentina, e a Fazenda Nossa Senhora Aparecida, no Brasil, são as primeiras ForwardFarms fora da Europa.

No Brasil, será inaugurada nesta quarta-feira (29.11) a pioneira ForwardFarming do País na fazenda Nossa Senhora Aparecida, localizada a cerca de 150 km de Brasília e pertencente à família Fiorese. Segunda participante do projeto na América Latina, a propriedade produz soja, milho, feijão, trigo e sorgo em seus 2.700 hectares.

De acordo com a Bayer, a ForwardFarming é uma iniciativa que promove “a sustentabilidade em propriedades agrícolas em todo o mundo. Atuando em parceria com agricultores locais, a empresa fomenta boas práticas no campo para atender a demanda mundial de produzir mais e melhor”.

“Importante destacar que o projeto entende que a sustentabilidade possui três pilares: econômico, social e ambiental. Com isso, o Bayer ForwardFarming pretende colaborar para que os agricultores em todo o mundo possam produzir mais e melhor, contribuindo para o objetivo comum de alimentar a crescente população mundial, que será de quase 10 bilhões de pessoas em 2050”, ressalta Gerhard Bohne, COO interino da divisão Crop Science da Bayer no Brasil.

A primeira ForwardFarming sulamericana está localizada na cidade de Pergamino (Província de Buenos Aires). Trata-se da AgrícolaTesta, gerenciada pela família Testa durante três gerações cultivando soja, milho e trigo numa área de 1.130 hectares. De acordo com a Bayer, os produtores compartilham com outros agricultores da região serviços, terras e práticas.

Já existem oito Bayer ForwardFarming implementados no mundo em países como Bélgica, França, Alemanha, Holanda, Itália, Brasil e Argentina. Segundo a empresa, “todas as propriedades são independentes, representativas e plenamente operacionais, e utilizam as melhores soluções para lidar com os desafios agrícolas do dia a dia”. No ano que vem está prevista a abertura de uma unidade no Chile.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink