Bertin fecha acordo com Greenpeace

Agronegócio

Bertin fecha acordo com Greenpeace

A Bertin garantiu que num prazo de seis meses terá capacidade de rastrear o gado das fazendas de engorda
Por:
219 acessos

Depois de assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Federal do Pará, a Bertin assumiu com o Greenpeace o compromisso de não comprar mais gado de fazendas do bioma Amazônico onde tenham ocorrido desmatamentos desde a última segunda-feira. A diferença entre a TAC e o acordo de ontem é que as compras deixarão de ocorrer independentemente de os novos desmatamentos serem legais ou não.

A Bertin garantiu que num prazo de seis meses terá capacidade de rastrear o gado das fazendas de engorda, responsáveis pelo fornecimento direto para o abate.

Quanto ao resto da cadeia produtiva do gado, as fazendas de cria de bezerros e recria de garrotes, a empresa acredita que em dois anos terá capacidade de rastreá-las, estendendo o controle sobre o gado que chega até suas plantas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink