Biotrigo realiza seu primeiro seminário técnico sobre trigos

Agronegócio

Biotrigo realiza seu primeiro seminário técnico sobre trigos

Lançamentos da empresa e orientações sobre manejo de nitrogênio foram temas abordados durante o evento
Por: -Joana
767 acessos
Os produtores gaúchos estão aumentando as suas apostas no trigo e devem ampliar em 15% o plantio. Dessa forma, obter mais conhecimento sobre este cereal e conhecer as novidades do mercado é fundamental para se conquistar sucesso na lavoura. Para contribuir com isso, a Biotrigo Genética, de Passo Fundo/RS, realizou nesta quarta-feira (27) o I Seminário Técnico Biotrigo. A atividade exclusiva da empresa aconteceu no Centro de Eventos da Universidade de Passo Fundo (UPF).


Durante quatro horas, os cerca de 350 participantes, entre eles, produtores de sementes, agrônomos, técnicos, agricultores e estudantes, receberam informações cruciais sobre o tema do evento. No final, a frase dita por um dos produtores resumiu bem a qualidade do seminário: “essa realmente foi uma tarde produtiva”. Para essa afirmação ser praticamente um consenso entre o público, o melhorista da Biotrigo Igor Valério foi o primeiro a palestrar. Abordando os resultados de 2010, internos da empresa e de terceiros, ele destacou a resposta das cultivares desenvolvidas pela empresa em relação a qualidade, produtividade, aplicação de fungicida, entre outros.

Na sequencia, o gerente técnico da Biotrigo, Ottoni Rosa Filho, apresentou os lançamentos da empresa para 2011 e 2012. Neste ano, a cultivar TBIO Pioneiro é grande novidade e os seus resultados já impressionam. No Ensaio Estadual de Cultivares organizado pela Fepagro e conduzido por várias instituições de pesquisas em 2010 e na rede de ensaios da Fundação Pró-Sementes, o TBIO Pioneiro conquistou a primeira posição. Com isso, o novo material se destaca pela alta produtividade, qualidade e vigor, bem como elevado perfilhamento e boa sanidade, atendendo a nova normativa e sendo classificado como Trigo Pão. “Em relação a Quartzo, essa semente tem em média 30 pontos a mais de Força de Glúten (W)”, destacou Ottoni Filho.


Para o ano que vem a empresa já preparou outras quatro novas cultivares, sendo elas: TBIO Tibagi, TBIO Itaipu, TBIO Iguaçu e TBIO Seleto. A primeira delas, inclusive já foi lançada no Paraná, tratando-se de um trigo branqueador de ciclo precoce, bom comportamento a manchas foliares e a brusone. Para todas essas cultivares, a Biotrigo já está realizando reservas e distribuindo amostras à sementeiros para sua divulgação. Todas foram desenvolvidas com capacidade genética para atender cada vez mais a exigência por qualidade no Brasil.

Manejo correto de nitrogênio garante qualidade ao trigo e economia no bolso

Logo após o intervalo, o assunto do Seminário foi voltado ao manejo de nitrogênio visando elevadas produtividades com qualidade industrial adequada. O Gerente de Negócios da Biotrigo, André C. Rosa, foi enfático em dizer que é hora de diminuir a desvantagem que o Brasil tem em relação aos Estados Unidos e Canadá, por exemplo. “Sem modificar significativamente os custos, os triticultores precisam manejar as lavouras de trigo com aplicações adequadas de nitrogênio para melhorar a qualidade deste grão e continuar colhendo bons resultados”, pontuou.

Segundo ele, é possível melhorar a qualidade do trigo de duas formas básicas: aplicando mais nitrogênio (ex: uréia) que deverá resultar em mais produtividade e melhor qualidade e/ou; aplicando a mesma dose de forma subdividida em duas ou três aplicações em cobertura. Esta divisão tem garantido melhor qualidade com manutenção ou aumento da produtividade devido à melhor eficiência do nitrogênio aplicado.

Para finalizar, o gerente comercial Lorenzo Mattioni Viecelli, destacou os novos investimentos da Biotrigo e orientou sobre o melhor posicionamento das cultivares disponíveis para o cultivo nesta safra. Segundo ele, Quartzo segue sendo o preferido do triticultor e uma opção segura e produtiva para o plantio que se aproxima. Segundo ele, há ainda muita procura pelas cultivares Mirante, Marfim e Campeiro.


As informações são da assessoria de imprensa da Biotrigo

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink