Blairo defende aprovação da PEC que limita gastos públicos

Agronegócio

Blairo defende aprovação da PEC que limita gastos públicos

Em inauguração de obras de cooperativa em Guarapuava, ministro falou ainda que o agro brasileiro precisa exportar mais
Por:
953 acessos

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) fez um apelo aos deputados federais, na tarde desta sexta-feira (7), em Guarapuava (PR), para que aprovem a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita o crescimento dos gastos públicos. A proposta, enviada à Câmara dos Deputados pelo Palácio do Planalto, já foi aprovada pela Comissão Especial que analisou a matéria. “Se não fizermos mudanças em nossa economia, o Brasil estará absolutamente quebrado em 2030.”  O ministro fez a manifestação ao participar da solenidade de inauguração de obras da Cooperativa Agrária, uma das mais importantes da Região Sul.

Durante o evento – do qual também participaram o governador Beto Richa, os secretários de Política Agrícola, Neri Geller, e de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo, José Dória, e o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Lopes –, Blairo ainda convocou os produtores a buscar o mercado externo e a agregar valor aos seus produtos. Para o ministro, é preciso sair do conforto e se mostrar ao mundo. Só assim, assinalou, o Brasil conseguirá alcançar a meta de elevar de 6,9% para 10% sua participação no mercado agrícola global, nos próximos cinco anos.

Blairo ressaltou que o governo federal está dando sua parcela de contribuição para aumentar as exportações agrícolas. Para tanto, intensificou as negociações comerciais bi e multilaterais e as ações de promoção internacional do agronegócio. No mês passado, por exemplo, o ministro liderou uma missão a sete países asiáticos. Além disso, acrescentou ele, o Mapa lançou neste segundo semestre o Plano Agro+, voltado à desburocratização, modernização e simplificação dos serviços do ministério. Com o plano, o governo espera facilitar mais o comércio exterior.

Visita

Em seu discurso na Cooperativa Agrária, o ministro voltou a destacar a sustentabilidade da agricultura brasileira.  Isso, enfatizou, também é um ativo que contribui para abrir mercados aos produtos agrícolas do Brasil.
Na visita à Guarapuava, Blairo esteve numa lavoura de cevada cervejeira, desenvolvida pela Embrapa. No Brasil, acrescentou Maurício Lopes, são plantados em média 100 mil hectares por ano, com expectativa de 300 mil toneladas de produção (3 toneladas por hectare). Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina são responsáveis por 95% das plantações.

O ministro participou ainda da ampliação da maltaria da Agrária e da inauguração de outros empreendimentos da cooperativa: a indústria de milho e o silo graneleiro, o maior do país. Com faturamento total de R$ 2,5 bilhões em 2015, 600 cooperados e 1,5 mil colaboradores, a Agrária detém 25% do mercado brasileiro de malte.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink