Agronegócio

BMC-Hyundai consolida parceria com Omni Financeira

Nova aliança apresenta condições para financiamento de máquinas com entrada mínima de 20% e prazos de pagamento de 24 a 48 meses
Por:
841 acessos

A BMC-Hyundai, distribuidora exclusiva da Hyundai Heavy Industries (HHIB) no Brasil, apresenta uma nova facilidade de pagamento aos clientes. A empresa anunciou a consolidação da parceria com a Omni Soluções Financeiras, instituição nacional de serviços de crédito para os segmentos de construção, veículos usados, entre outros. A união visa agilizar ainda mais as ações de análise de crédito para compras de equipamentos. 

O relacionamento entre as empresas já existia desde agosto de 2015, mas passa agora a funcionar de forma estruturada. As novas condições para financiamento contemplam uma entrada mínima de 20%, com prazos de pagamento de 24 a 48 meses (tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica). Entre os diferenciais da instituição destacam-se a realização de comitês de crédito diários, com a presença da equipe comercial e de crédito, e o atendimento in loco para todo o território nacional. 

Sidnei Duca, coordenador de crédito e correspondente bancário da BMC-Hyundai, explica que a financeira está entre as parceiras mais flexíveis da companhia. “A Omni leva em consideração o histórico de relacionamento que o cliente já tem com a BMC-Hyundai para a tomada de decisão, ao invés de considerar o histórico de atuação dele no segmento”, diz. Segundo ele, esse fator tende a otimizar os processos de aprovação de crédito.

Além dela, a BMC-Hyundai mantém parcerias com outras empresas, como é o caso dos bancos Bradesco, Daycoval e Money Plus. “A partir do momento que o cliente entra em contato conosco, ele tem a possibilidade de ser direcionado para vários bancos. Além disso, temos uma equipe treinada para fazer toda a intermediação entre ele e a instituição bancária”, diz Duca. 

O coordenador também destaca outras facilidades oferecidas pela BMC-Hyundai na compra da máquina. “Normalmente, os bancos pedem uma entrada de 20% para analisar as operações. Se o cliente não tiver o valor da entrada disponível, nós parcelamos, com taxas de juros competitivas”, diz. Outra opção, caso o cliente não queira parcelar o valor, é adotar o modelo de trade-in. Nesse caso, a BMC-Hyundai recebe o equipamento usado como parte do pagamento de um novo. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink