Boi gordo: as tentativas de baixa não têm surtido efeito

Agronegócio

Boi gordo: as tentativas de baixa não têm surtido efeito

Referência para o boi gordo fechou em R$98,50/@, à vista
Por:
550 acessos
Segundo levantamento da Scot Consultoria, na última terça-feira (2/4), em São Paulo, a referência para o boi gordo fechou em R$98,50/@, à vista, e R$100,00/@, a prazo. Cada vez menos acontecem negócios abaixo desta referência.

Boa parte dos frigoríficos do Centro-Oeste encontra dificuldade para comprar boiadas, o que limita as compras em valores menores.

A pressão compradora das indústrias paulistas nas praças vizinhas é grande. Isto tem dado maior sustentação para a arroba no Mato Grosso do Sul e Goiás.

As escalas de abate em Paragominas-PA podem encurtar em curto prazo, uma vez que as chuvas têm atrapalhado os embarques.

No mercado atacadista de carne com osso, as cotações estão estáveis. As vendas do produto nos últimos dias reduziram o volume dos estoques, que estavam relativamente abastecidos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink