Boi gordo: escalas de abate confortáveis
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PECUÁRIA

Boi gordo: escalas de abate confortáveis

A semana terminou com as indústrias paulistas sem ímpeto para as compras
Por:

A semana terminou com as indústrias paulistas sem ímpeto para as compras, resultado do avanço das escalas de abate, que atendem, em média, 10 dias. Com isso, os frigoríficos abriram o dia ofertando R$1,00/@ a menos para o boi gordo. Houve relatos de negócios pontuais de até R$5,00/@ abaixo da referência. Assim, a referência ficou em R$316,00/@ para o boi gordo, R$298,00/@ para vaca gorda e R$308,00/@ para novilha gorda, preços brutos e a prazo.

Na região Sudeste de Mato Grosso, as escalas de abate confortáveis e o menor empenho dos compradores também pressionaram as cotações do boi, vaca e novilha gordos, registrando queda de R$1,00/@ na comparação diária. Mesmo cenário para a região de Dourados - MS, resultando em queda de R$2,00/@ para o boi gordo, negociado em R$313,00/@, preço bruto e a prazo. Já para a vaca e novilha gordas, os preços permanecem estáveis, negociadas em R$300,00/@ e R$305,00/@, nas mesmas condições. Atacado de carne bovina com osso Com a demanda enfraquecida no mercado doméstico, as cotações registraram novas quedas. A carcaça de bovinos castrados recuou 3,6%, e ficou precificada em R$18,67/kg, já a de bovinos inteiros ficou cotada em R$17,25/kg, recuo de 7,6%.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.