Boi gordo: pressão de baixa sobre os preços da arroba
CI
Imagem: Pixabay
MERCADO

Boi gordo: pressão de baixa sobre os preços da arroba

Em São Paulo, as cotações dos animais para abate permaneceram estáveis na última segunda-feira (23/11)
Por:

Em São Paulo, as cotações dos animais para abate permaneceram estáveis na última segunda-feira (23/11), com exceção da novilha gorda que, comparada a última sexta-feira, caiu R$2,00/@, ou seja, uma variação negativa de 0,7% e ficou cotada em R$271,00/@, preço bruto e à vista, R$270,50/@, com desconto do Senar e R$267,00/@ com desconto do Senar e Funrural, também nas mesmas condições. 

As indústrias frigoríficas abriram as ofertas de compras com preços menores que na última sexta-feira (20/11), porém, não obtiveram volume de negócios consistentes para compor as escalas de abates que, atendem, em média, quatro dias.

No Oeste do Maranhão, na comparação dia a dia, as cotações do boi gordo e da novilha gorda caíram R$2,00/@, ou seja, 0,7% ficaram em R$268,00/@ e R$256,00/@, respectivamente, preços livres de impostos e à vista. A queda de braço das indústrias com os pecuaristas segue firme, qualquer aumento na oferta de animais é o suficiente para baixar os preços das ofertas de compras. Na maioria das praças pecuárias levantadas pela Scot Consultoria, as ofertas de compras estão com preços em patamares menores, com as indústrias frigoríficas pulando dia de abate e diminuindo o abate diário.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink