Boletim do Protrigo será lançado durante reunião da câmara técnica

Agronegócio

Boletim do Protrigo será lançado durante reunião da câmara técnica

Publicação apresenta resultados de três UO de trigo de sequeiro e cinco UD de irrigado em MT
Por:
257 acessos

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder) e a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) lançam no dia 02 de dezembro (quinta-feira), durante a 6ª Reunião da Câmara Técnica do Trigo (CTT), o Boletim Informativo do Protrigo de 2010. A publicação apresenta resultados de três Unidades de Observação (UO) de trigo de sequeiro e cinco Unidades Demonstrativas (UD) de irrigado no Estado de Mato Grosso. Foram testados 11 materiais genéticos e a variedade mais produtiva ultrapassou 80 sacos por hectare. O evento será realizado na sala de reuniões da Seder, a partir das 8 horas.

O coordenador da CTT e pesquisador da Empaer, Hortêncio Paro, ressalta que o boletim faz um resumo das ações executadas este ano, tais como: visitas técnicas nas propriedades rurais e reuniões. Ele antecipa que para a safra 2011, o Estado estará recebendo três novas variedades de trigo, a IAC - 381/375 e IAC -24 oriundas do Instituto Agronômico de Campinas. Conforme Paro, o material genético IAC-350 tem sido um dos mais produtivo nos últimos dez anos no Estado. Os testes foram realizados nos municípios de Alto Taquari, Campo Verde, Querência, Tangará da Serra, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde e Sorriso.

Na última reunião da Câmara Técnica do Trigo do ano de 2010, o chefe do setor de trigo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), do Estado do Rio Grande do Sul, Sérgio Dotto, vai fazer uma exposição sobre o papel da instituição em apoio à pesquisa no Estado de Mato Grosso. Paro ressalta que na quinta reunião da CTT, realizada no mês de outubro, aconteceu um fato histórico, quando foi oferecido um café da manhã com produtos elaborados com o trigo produzido exclusivamente no Estado, oriundo da Fazenda Três Pinheiros do município de Lucas do Rio Verde.

O coordenador da Câmara fala que o cultivo do trigo irrigado é uma excelente alternativa para rotação de culturas e obtenção de uma renda adicional. E ainda, evita a ociosidade das máquinas e equipamentos agrícolas além de garantir emprego e renda nas regiões. A meta do Protrigo é fazer com que a cultura tenha sustentabilidade no Estado. E Hortêncio destaca o funcionamento do moinho de trigo, instalado no Distrito Industrial em Cuiabá. O produtor terá a opção de comercializar o grão do trigo dentro do Estado sem a cobrança do Imposto de Circulação, Mercadoria e Serviços (ICMS).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink