Bolsonaro inaugura planta inédita de biogás
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Divulgação

ENERGIA LIMPA

Bolsonaro inaugura planta inédita de biogás

Local é o 1º do país a gerar energia limpa a partir dos subprodutos e insumos da cana-de-açúcar
Por: -Eliza Maliszewski
2512 acessos

Em cerimônia na manhã desta sexta-feira (16) o presidente Jair Bolsonaro inaugurou a primeira planta de biogás do Brasil a gerar energia limpa a partir de subprodutos e insumos da cana-de-açúcar. A unidade é de propriedade da gigante do setor Raízen e fica em Guariba (SP), na região de Ribeirão Preto.

Em 2018 a empresa, em parceria com a Geo Energética, anunciaram um joint venture anunciaram a parceria para a contrução da primeira planta no mundo em escala comercial a utilizar a tecnologia de conversão da torta de filtro e vinhaça em energia. Com a combinação dos dois subprodutos será possível produzir, inicialmente 21 MWh por ano e já no ano que vem 138 mil MWh por ano, suficiente para abastecer, por exemplo, um município de 150 mil habitantes.

A planta de biogás está instalada junto a unidade Bonfim, também da Raízen, que possui a segunda maior operação da empresa em moagem de cana, com mais de 5 milhões de toneladas por ano. Com isso, gera-se elevado volume de vinhaça e torta de filtro, que atende às necessidades de uma planta de produção de biogás em escala comercial. Além disso, a unidade já possui infraestrutura de exportação de energia. 

Bolsonaro destacou que a iniciativa é reflexo de pessoas que pensam no Brasil e que têm coragem de empreender, reforçando o papel de protagonismo do agronegócio. “Nada se perde, tudo se transforma e essa é a nossa realidade aqui”, reforçou. 

Geração com resíduo agrícola

Uma vez purificado, o biogás apresenta as mesmas características que o gás natural (96,5% metano) sendo assim possível de ser utilizado, na forma de biometano, como substituto ao diesel como combustível de automóveis, tratores e caminhões, uma iniciativa alinhada às resoluções do RenovaBio.

O presidente da Raízen, Ricardo Mussa, destacou que a empresa, quarta maior do país, já é referência em bioeconomia como o etanol de segunda geração e o biogás reforça o comprometimento com a matriz de energia limpa. Ele também destacou que o biogás aumenta em 50% a produção de energia elétrica sem necessidade de nenhum hectare a mais, apenas com resíduo da produção. "O biogás é mais uma forma complementar de geração de energia. No meio da seca, quando as hidrelétricas sofrem e são pressionadas, estamos em plena safra de cana, gerando biomassa e fazendo a co-geração de energia", acrescentou.
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink