Bovinocultores discutem criação de terneiras leiteiras em Fagundes Varela

Agronegócio

Bovinocultores discutem criação de terneiras leiteiras em Fagundes Varela

A reunião foi conduzida pelo gerente adjunto da Emater/RS-Ascar Regional de Caxias do Sul, Elói Portolan, e teve a participação de integrantes de 11 famílias
Por:
452 acessos

Como parte do trabalho da Chamada Pública do Leite, projeto executado pela Emater/RS-Ascar com recursos do governo federal, o grupo de produtores assistidos no município de Fagundes Varela esteve reunido, na tarde desta quarta-feira (21/12), no salão da comunidade de São Jorge, para discutir sobre a criação de terneiras leiteiras. 

A reunião foi conduzida pelo gerente adjunto da Emater/RS-Ascar Regional de Caxias do Sul, Elói Portolan, e teve a participação de integrantes de 11 famílias. O grupo vem se reunindo desde 2014 em oficinas, reuniões, dias de campo, dentre outras atividades coletivas, e a equipe municipal da Emater/RS-Ascar vem acompanhando as unidades de produção familiares na condução das atividades agropecuárias. 

Portolan lembrou que criar terneiras é a forma mais barata de obter um bom rebanho no futuro e ressaltou alguns cuidados para isso, como por exemplo, a cura do umbigo, uma prática que previne infecções que podem prejudicar o desenvolvimento das terneiras e até causar a morte delas. Ele também destacou a administração adequada do colostro nos primeiros dias de vida e a alimentação para que a terneira apresente bom desenvolvimento para a produção de leite. Outro ponto aprofundado, devido ao interesse dos participantes, foi a prevenção de diarreias em terneiras, além das medidas a serem tomadas quando da ocorrência delas.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar de Fagundes Varela, Leandro Ebert, esta foi a sétima atividade coletiva realizada este ano com o grupo, além dos acompanhamentos individuais que cada família vem recebendo. De acordo com ele, o tema da criação de terneiras foi demandado pelos próprios participantes e se insere no planejamento dos três anos de Chamada Pública do Leite, o qual busca uma eficiente produção leiteira à base de pasto, com baixo custo, e um constante melhoramento genético dos rebanhos existentes nas propriedades, visando adaptação à região e rusticidade e adequando o manejo nutricional para exprimir o potencial produtivo dos animais. "Uma boa criação de terneiras integra esse sistema, pois a partir delas será possível otimizar e garantir o futuro da produção leiteira dessas famílias", conclui. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink