Bovinos: cenário de preços mais firmes

PREVISÃO

Bovinos: cenário de preços mais firmes

"“É importante destacar novamente a elevada relação positiva que existe entre a renda disponível e o consumo de carne bovina no Brasil"
Por: -Leonardo Gottems
65 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

Depois de um 2018 com exportações de carne bovinas relativamente em alta a tendência é de que o cenário registre preços mais firmes para o ano que vem. De acordo com o relatório de expectativa do agronegócio em 2019, realizado pelo Rabobank, a tendência é de que o consumo também aumente no próximo ano. 

“É importante destacar novamente a elevada relação positiva que existe entre a renda disponível e o consumo de carne bovina no Brasil. Como visto em períodos de crise com a queda do consumo, também podemos esperar um crescimento mais rápido caso realmente se confirme um ano de crescimento econômico mais significativo em 2019”, diz o texto. 

Isso porque o Rabobank informou que a comercialização de animais tem encontrado novas alternativas, como o acesso a novos mercados, vide Irã, que deve impulsionar ainda mais a comercialização no ano que vem. Quanto a gestão de risco, o banco recomenda para a necessidade de o produtor de gado de corte no Brasil de aumentar esforços no entendimento de seus custos. 

“Quanto aos custos de produção para sistemas intensivos e semi-intensivos, a relação de troca entre o boi gordo e o bezerro (ou boi magro) deve confirmar a inversão da tendência em 2019 e passar a valorizar mais os animais jovens – beneficiando o produtor de cria. Tendência que deve se acentuar em 2020. Em relação ao milho, a oferta do produto deve crescer em relação ao ano de 2018, aumentando a disponibilidade para a produção de ração animal”, afirma. 

Como ponto de atenção, o relatório cita a habilitação de um número maior de plantas brasileiras para exportar carnes para o mercado chinês deve ocorrer durante o ano de 2019, representando capacidade adicional para as exportações.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink