Brasil abre três novos mercados para exportação
CI
Imagem: Pixabay
OPORTUNIDADE

Brasil abre três novos mercados para exportação

Os produtos são carne suína, sementes de arroz e ovos SPF
Por: -Eliza Maliszewski

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou a abertura de mais três mercados para produtos brasileiros. O Camboja vai passar a comprar carne suína do Brasil. A abertura é válida para cortes in natura e processados de carne suína de indústrias habilitadas pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) do Brasil. O Chile liberou a compra de ovos SPF (Specific Pathogen Free, na sigla em inglês), que são livres de patógenos específicos do Brasil. A Colômbia, por sua vez, confirmou a abertura para importar sementes de arroz brasileiras.

A  Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) comemorou o anúncio do país do Sudeste Asiático, que está com pouco mais de 15 milhões de habitantes e está em intenso processo de urbanização e incremento da renda per capita, o que influencia o potencial de crescimento de consumo per capita de carne suína, hoje em 10 quilos anuais por habitante. 

“O Camboja é uma nação emergente produtora de suínos, mas que recentemente foi impactada por casos de Peste Suína Africana. Neste contexto, o Brasil deve se firmar como um parceiro sólido para complementar a demanda local, auxiliando a segurança alimentar da população cambojana”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

No ano, a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura contabiliza cinco ações de aberturas de novos mercados. Em janeiro, outros dois mercados foram abertos: carne de ovinos para Arábia Saudita e tripas e bexigas bovinas para a Argentina.

 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink