Brasil assinará acordo de biocombustíveis com a Indonésia
CI
Agronegócio

Brasil assinará acordo de biocombustíveis com a Indonésia

Indonésia tem US$ 1,42 bilhão para subsídios ao biocombustível
Por:

O Brasil e a Indonésia assinarão nesta semana um acordo para estabelecer um compromisso conjunto para estimular a cooperação entre os dois países na área agrícola e de desenvolvimento de biocombustível, afirmou em um comunicado a embaixada brasileira em Jacarta.

O ministro brasileiro da Agricultura, Luis Carlos Guedes Pinto, irá visitar Jacarta nesta quinta e sexta-feira (16-03) para assinar um memorando de entendimento com o ministro da Agricultura da Indonésia, Anton Apriyantono, para estabelecer o chamado Comitê Consultivo em Agricultura entre os dois países.

O comunicado não informou quando o comitê será estabelecido, mas afirmou que ele irá "focar na discussão de temas como oportunidades em agronegócio e cooperação na área de etanol".

A Indonésia está no processo de lançar uma revitalização nacional do setor agrícola, e vê o desenvolvimento de biocombustíveis como uma área chave de crescimento.

O governo da Indonésia destinou 13 trilhões de rupias (US$ 1,42 bilhão) de seu orçamento estatal para oferecer subsídios a produtores de biocombustível este ano. Em janeiro, o governo assinou acordos equivalentes a cerca de US$ 12,4 bilhões com investidores locais e estrangeiros para desenvolver capacidade na área de biocombustível.

De acordo com Alhilal Hamdi, presidente do Comitê Nacional de Desenvolvimento de Biocombustível (que recebe apoio do governo), a produção de biocombustível da Indonésia pode alcançar 200 mil barris de óleo por dia até 2010. Estima-se que o país tenha produzido 720 mil litros de biocombustível no ano passado.

Atualmente, a maior parte da capacidade de produção de biocombustível da Indonésia é para biodiesel. O governo está ansioso para começar a desenvolver o etanol (álcool combustível), um substituto para a gasolina, e planeja plantar 2,25 milhões de hectares com cana-de-açúcar e mandioca nos próximos anos para produzir etanol. O conteúdo de amido nos dois produtos pode ser fermentado e convertido em álcool.

O Brasil já é o maior produtor de etanol, utilizado como substituto para a gasolina em cerca de 40% de seus veículos, e vende ao exterior. No Brasil, a maior parte do etanol é produzido a partir da cana-de-açúcar.

A estatal indonésia de energia PT Pertamina (PTM.YY ) já está vendendo biodiesel em mais de 100 postos em Jacarta e Surabaya, e afirmou que quer desenvolver etanol para uso em carros movidos à gasolina. As informações são da Dow Jones.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink