Brasil aumenta produção agrícola em áreas degradadas

Agronegócio

Brasil aumenta produção agrícola em áreas degradadas

No curto prazo, o produtor conta com a renda da agricultura; em médio prazo, com a pecuária. Mais adiante, poderá vender a madeira
Por:
267 acessos

“Aquilo ali é o resultado de mais de 50 anos de exploração desregrada do solo”, denuncia o produtor rural Ovídeo Müller, 59 anos, apontando para o alto de um morro onde a terra toma o lugar da vegetação. Há mais de duas décadas, o gaúcho migrou para Mato Grosso do Sul, mas foi há cerca de três meses que tomou a decisão de integrar sistemas agropecuários para aumentar a produtividade, recuperar áreas degradadas e aproveitar o córrego que atravessa sua propriedade de 700 hectares, onde cria gado de corte, em São Gabriel do Oeste.

A técnica é a silvipastoril (SSP), uma combinação de árvores e pastagem que, segundo o pesquisador da Embrapa Florestas, Vanderley Porfírio, ajuda a reduzir a erosão e proporciona bem-estar aos animais. “A recuperação do solo vai formar um pasto com mais nutrientes. Com isso os animais engordam rápido e a madeira das árvores pode ser vendida para indústria de celulose e outras”, explica.

A expectativa de Müller é de que a experiência permita aumentar a lotação atual de 0,5 para 2,5 animais por hectare/ano. A pastagem de boa qualidade reduz em cerca de um ano o desenvolvimento do animal, do nascimento até o abate. O sistema SSP é executado, hoje, em 21 hectares da fazenda, e, com resultados positivos, será ampliado depois para toda a propriedade.

A integração lavoura-pecuária oferece mais flexibilidade no investimento. Se uma atividade apresenta melhor perspectiva pode-se investir mais e ter mais cautela na outra. Para saber no que é melhor investir, é feita uma análise dos custos de produção por hectare, das previsões climáticas e da expectativa dos preços do mercado. O sistema agrossilvipastoril começa com a lavoura intercalada com floresta. Depois da colheita, planta-se o capim para a criação do gado, favorecendo o bem-estar animal.

A melhora da fertilidade do solo se deve ao acúmulo de matéria orgânica, que renova o ciclo de nutrientes e aumenta a eficiência dos fertilizantes. No curto prazo, o produtor conta com a renda da agricultura; em médio prazo, com a pecuária. Mais adiante, dependendo da escolha, poderá vender a madeira para indústrias ou carvoarias.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink