Brasil é autorizado a exportar carne bovina desossada para Rússia
CI
Agronegócio

Brasil é autorizado a exportar carne bovina desossada para Rússia

Por:

O governo da Rússia deve liberar ainda nesta semana as importações de carne bovina desossada brasileira para venda no varejo, desde que originária de estabelecimentos habilitados em Estados brasileiros sem registros de ocorrência de estomatite vesicular, informou ontem (09-06) o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Maçao Tadano.

A informação consta da mesma correspondência enviada pelo chefe interino do Departamento de Veterinária russo, Evgueni Nepoklonov, à Embaixada do Brasil em Moscou que estabeleceu os requisitos para a retomada das compras de carne suína do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

A Rússia exige a certificação por Estado para efeitos de comprovação da inexistência de estomatite vesicular bovina. Nas embalagens de carne de gado desossada embarcadas para a Rússia deverá constar certificado emitido pelo Serviço de Inspeção Federal garantindo a inexistência da doença no Estado nos últimos 12 meses, disse Tadano. Os russos proibiram as exportações de carne bovina, em razão da estomatite vesicular, em dezembro do ano passado.

O governo russo também isentou os exportadores brasileiros da obrigação de certificar como livre da doença de “scrapie”, enfermidade encontrada em ovinos, os embarques de carne bovina nacional.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.