Brasil Ecodiesel tem prejuízo de R$ 26,2 milhões no 1º semestre
CI
Agronegócio

Brasil Ecodiesel tem prejuízo de R$ 26,2 milhões no 1º semestre

Empresa atribui resultado à alta da soja e à dificuldade de usar outros insumos
Por:
A Brasil Ecodiesel, maior produtora de biodiesel do país e espécie de "garota propaganda" do governo no lançamento do programa, registrou prejuízo de R$ 13,2 milhões no segundo trimestre do ano. No acumulado, o prejuízo chega a R$ 26,2 milhões no primeiro semestre. A empresa foi responsável por 21,1% de todo o biodiesel produzido no país de janeiro a junho: 435 milhões de litros.

Houve piora em relação aos mesmos números do ano passado, quando o prejuízo no segundo trimestre foi de R$ 3,5 milhões e, no primeiro semestre, a empresa praticamente empatou (lucro de R$ 12 mil).
Nas "notas explicativas" do resultado, enviadas à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a Brasil Ecodiesel culpa a alta do preço da soja e a própria dificuldade em usar outros insumos (como mamona) para fabricar biodiesel. Em março de 2004, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), então ocupando a Pasta de Minas e Energia, chegou a visitar o projeto da empresa Brasil Ecodiesel no interior do Piauí. A intenção inicial da empresa era produzir o biodiesel usando mamona. Na ocasião, a aposta do governo no projeto era tão forte que participaram da visita mais dois ministros: Miguel Rosseto (Desenvolvimento Agrário) e Patrus Ananias (Desenvolvimento Social).

A empresa informou, nas "notas explicativas" do resultado, que "a implementação de novas cadeias agrícolas no país, notadamente as de mamona e girassol, não ocorreu no ritmo planejado pela companhia, retardando a estratégia de redução do óleo de soja como principal fonte de suprimento para a produção de biodiesel".

Por conta disso, a produção ficou atrelada praticamente a um único insumo, que teve alta forte de preços -"o custo de produção continuou a ser impactado pela forte elevação das cotações dos óleos vegetais, notadamente o óleo de soja, prejudicando os resultados financeiros". Sobre a mamona, a empresa informou que, por conta da seca, houve quebra de safra, com redução dos volumes colhidos e conseqüente alta de preços. A Brasil Ecodiesel renegociou R$ 140 milhões em dívidas com bancos, com prazo de pagamento de 48 meses.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.