Brasil está livre da "vaca louca"


Agronegócio

Brasil está livre da "vaca louca"

Por: -Admin
75 acessos

O risco de existência da Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), popularmente conhecida como o mal da "vaca louca", é quase nulo no Brasil. A União Européia confirmou a reclassificação do Brasil como país sob o risco 1 de ocorrência da doença. O resultado ratifica a classificação obtida há dois anos. Segundo o diretor do Departamento de Defesa Animal, João Mauad Cavallero, a decisão européia confirma que o risco da existência da doença é quase inexistente no País. "Não há risco zero", afirma.

Cavallero diz que periodicamente a União Européia tem reavaliado a situação sanitária dos rebanhos dos países exportadores para o bloco e que a reclassificação do Brasil é fruto de novos questionamentos. Para classificar o Brasil, a UE utilizou apenas as informações enviadas pelo governo brasileiro; nenhuma missão do bloco europeu visitou o país. "A decisão ratifica a condição do Brasil de livre da doença", diz.

Na avaliação do presidente do Fórum Nacional de Pecuária de Corte da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antenor Nogueira, o certificado da UE é um voto de confiança no rebanho nacional, e ajudará a manter os mercados importadores da carne brasileira.

Segundo Nogueira, o Brasil alimenta seu rebanho exclusivamente com proteína vegetal, o que reduz drasticamente o risco de ocorrência da doença. Nogueira acredita ainda que a decisão européia é um atestado de que o programa de sanidade animal implantado no País está correto.

Câmara Setorial

Nogueira assume este mês a presidência da Câmara Setorial da Carne, criada no último dia 8. No próximo dia 1, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, ocorre a primeira reunião da Câmara Setorial de Carne. O grupo será formado por 24 membros de associações de criadores, de indústrias frigoríficas, de certificadoras, indústrias de insumos, trabalhadores, governo, entre outros.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink