Brasil exportará volume recorde de soja, estima Abiove

Agronegócio

Brasil exportará volume recorde de soja, estima Abiove

Os embarques previstos para o ano superam os registrados na temporada anterior
Por:
723 acessos

O Brasil exportará um volume recorde de soja em grão na atual temporada, entre fevereiro de 2009 a janeiro de 2010 (2009/10), previu nesta sexta-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). A entidade elevou a sua expectativa de exportação de soja para 24,8 milhões de t, contra 24,5 milhões de t na projeção divulgada no final de abril, em meio a recordes mensais consecutivos registrados nos embarques brasileiros em abril e maio.

Os embarques previstos para o ano superam os registrados na temporada anterior (24,51 milhões de t) e também devem bater a melhor marca já registrada pelos exportadores brasileiros, na temporada 2006/07, de 24,76 milhões de t. "Deve chegar quase a 25 milhões. A exportação está andando muito rápida, vivemos um ano bastante interessante, com preços firmes", declarou o secretário-executivo da Abiove, Fábio Trigueirinho.

Ele lembrou que o aumento da exportação do Brasil ocorre não apenas por uma maior demanda, especialmente da China, mas também porque a Argentina está menos presente no mercado internacional do grão, após ter sofrido com uma seca. Trigueirinho afirmou que o Brasil ganha mercado da Argentina não apenas por contar com volume, mas também porque o produto do país vizinho teve, em parte, a qualidade afetada pela estiagem.

"Até outubro devemos manter embarques acelerados", acrescentou Trigueirinho, observando que a partir daquele mês o mercado internacional passará a contar com a produção da nova safra americana. Os Estados Unidos são os maiores produtores de soja, seguidos pelo Brasil e Argentina.

Os preços internacionais, bem acima da média histórica, também estão favorecendo a velocidade das vendas brasileiras, segundo o executivo. Na bolsa de Chicago (CBOT), o primeiro contrato é negociado acima de US$ 12 por bushel, ainda alguns dólares abaixo do pico histórico registrado em meados do ano passado, superior a US$ 16.

Dessa forma, a Abiove prevê receita cambial com as exportações do grão de US$ 9,4 bilhões, ante US$ 10,9 bilhões na temporada anterior. As exportações totais, incluindo derivados (óleo e farelo), deverão somar US$ 15,1 bilhões, ante recorde de US$ 17,98 bilhões em 2008. Apesar dos volumes maiores, a receita em dólar será menor, já que o real está mais fraco, de maneira geral, que no ano passado.

Safra menor
Ao mesmo tempo em que elevou sua previsão de exportação, a Abiove reduziu a projeção da safra 2008/09, cuja colheita foi encerrada há alguns meses - para a Abiove, o ano agrícola 08/09 equivale ao seu ano comercial 09/10 (fevereiro-janeiro). A Abiove agora prevê uma colheita de 57,4 milhões de t, ante 57,7 milhões de t na estimativa de abril e contra 59,9 milhões de t na safra passada.

Com um menor volume disponível do grão, a associação também diminuiu a projeção de processamento de soja para 31,6 milhões de t, contra 31,8 milhões no levantamento divulgado no final de abril. O esmagamento deve ficar quase 300 mil t abaixo da temporada anterior.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink