Brasil provou ser craque no abastecimento de alimentos, diz Roberto Rodrigues
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Divulgação

TIME DE DIFUSORES

Brasil provou ser craque no abastecimento de alimentos, diz Roberto Rodrigues

Caminhos que levarão a agricultura do Brasil à sua máxima produtividade
Por: -Aline Merladete
2445 acessos

Nesta quarta-feira (26.08), a Pioneer®?, marca de sementes da Corteva Agriscience, realizou o evento Time de Difusores, que aconteceu pela primeira vez de forma virtual e contou com a participação de mais de 2.000 pessoas. O Talk Show com a presença de Roberto Hun, presidente da Corteva Agriscience para Brasil e Paraguai; e os convidados Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Agronegócios da FGV; Luís Felli, vice-presidente sênior e gerente geral da AGCO; e Renato Silva, diretor-executivo da Valmont Brasil, foram debatidos temas essenciais ao agronegócio, como agricultura do futuro e o mercado pós-pandemia. 

De acordo com Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Agronegócios da FGV, o Brasil foi um dos poucos paises do mundo que, durante a pandemia, aumentou as exportações. "No primeiro semestre aumentamos as exportações em relação ao último ano, o que é muito positivo, pois percebemos que o mundo todo sofreu perdas com logistica e abastecimento. O Brasil mostrou uma competencia extraordinária provamos ser craques no abastecimento de alimentos', ressaltou o Coordenador do Centro de Agronegócios da FGV.

O presidente da Corteva Agriscience, Roberto Hun, salientou que o agro foi considerado essencial e isso foi elementar para evitar o desabastecimento para os consumidores , assim como para toda cadeia de produção. "A produção de sementes está garantida para o verão, para safrinha e também para a próxima safra e toda parte logistica para os defensivos. Não tivemos demissões na cadeia, o que garantiu continuidade nos planos de investimento a médio e longo prazo. É um orgulho fazer parte de um setor como o agronegócio", destacou Hun.

O encontro contou ainda com palestras ministradas por pesquisadores da Embrapa, professores de universidades como a Esalq-USP, UFU e UniRV, além do time de agrônomos da Corteva, em salas temáticas e técnicas direcionadas para cada região do Brasil. Foram abordados diversos assuntos com foco em milho verão, safrinha e silagem, entre eles fisiologia para altas produtividades, evolução da biotecnologia e genética, enfezamento, manejo de percevejos e nematoides e sistema de adubação.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink