Congresso

Brasil sediará o XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal

IUFRO acontecerá no próximo ano, no período de 29 de setembro a 5 de outubro, em Curitiba (PR)
Por:
33 acessos

A Embrapa e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB), com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), se uniram para coordenar o XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO, na sigla em inglês), que acontecerá no próximo ano, no período de 29 de setembro a 5 de outubro, em Curitiba (PR). Em evento ocorrido no dia 6 de abril, no escritório da FAO em Brasília, as instituições envolvidas apresentaram os objetivos e o processo de organização do evento, com o propósito de criar uma rede de colaboradores e de patrocinadores para o evento.

Esta é a primeira vez que o Congresso da IUFRO, que ocorre desde 1862, será realizado na América Latina, representando uma oportunidade para o Brasil de conhecer o que o mundo tem feito em termos de desenvolvimento florestal sustentável, bem de maior interação entre especialistas da comunidade florestal brasileira e internacional. O Brasil concorreu com outras oito candidaturas para sediar o congresso, e a seleção se deu muito em razão do reconhecimento de membros da IUFRO de que o futuro da instituição está em promover maior disseminação do conhecimento e à integração e cooperação  sul-sul e norte-sul, conforme avalia a pesquisadora da Embrapa Florestas, Yeda Malheiros, que é a vice-presidente do XXV Congresso.

“Ao sediar o congresso, o Brasil terá a oportunidade de mostrar todos os avanços que tem feito na área de florestas, não apenas na área de pesquisa, mas também como o país tem construído sua capacidade de gestão de seus recursos naturais, seja desenvolvendo tecnologias que otimizem o uso das florestas, seja reduzindo o desmatamento e enfim, mostrarmos para o mundo que estamos fazendo de bom com nossas florestas”, destaca o presidente do Congresso e diretor de pesquisa do SFB, Joberto Veloso de Freitas. No campo da pesquisa florestal, o país triplicou, nas últimas décadas, a área de florestas plantadas com eucalipto e pinus, alavancando o sistema nacional de florestas, conforme explica o chefe-geral da Embrapa Florestas, Edson Tadeu Iede.

Sobre o XXV Congresso

A coordenação do evento espera a presença de mais de três mil participantes e a submissão de três mil trabalhos científicos e de 1.200 trabalhos a serem apresentados em forma de pôsteres eletrônicos. Além das sessões técnico-científicas, que contarão com palestrantes de importância global na área florestal, o evento terá também espaço para exposição de tecnologias, serviços e negócios direcionados à área florestal plantada ou nativa.

Mobilização

De acordo com a pesquisadora da Embrapa Florestas, Yeda Maheiros, que é a vice-presidente do XXV Congresso da IUFRO, pelo menos 30 Unidades da Embrapa e cerca de 100 pesquisadores já estão mobilizados para o congresso. “A Embrapa tem uma unidade florestal, mas muitos outros centros têm pesquisas correlatas à pesquisa florestal, ligadas a sistemas agroflorestais e à Integração-Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), e o congresso é uma oportunidade de provermos maior interação entre os pesquisadores da Empresa e deles com especialistas de outras instituições de pesquisa do mundo florestal, bem como para aproximar os protagonistas do segmento florestal. Por isso queremos convidar mais pessoas a se integrarem a esse evento”, invoca o chefe da Embrapa Florestas.

“Meu sonho é que ao término desse congresso possamos deixar algumas contribuições concretas, que se tornem politicas públicas e possam vir a beneficiar os diversos atores do mundo florestal. E o mundo florestal é formado tanto pelos ribeirinhos, que estão na Amazônia, quanto pelos grandes empresários florestais que estão trabalhando na Avenida Paulista (SP)”, revela a pesquisadora.

A IUFRO

A União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO) trabalha há 125 anos contribuindo para a promoção e o uso da ciência na formulação de políticas públicas relacionadas às florestas, por meio de mais de 15 mil cientistas de 700 organizações membros pertencentes a mais de 110 países.

A instituição atua em nove divisões de pesquisa que envolvem 260 grupos de trabalho em diversos temas que vão desde saúde florestal, engenharia de operações florestais e manejo, produtos florestais a aspectos sociais e florestais e economia e política florestais.

Serviço

Para conhecer mais sobre a programação do XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal acesse: http://www.iufro2019.com/

Data do congresso: 29 de setembro a 5 de outubro de 2019

Local: ExpoUnimed de Curitiba (PR)

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink