Brasil seguirá líder na exportação de carne bovina

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Imagem: Pixabay
PROJEÇÃO

Brasil seguirá líder na exportação de carne bovina

Em nível nacional, Mato Grosso correspondeu com 20,27% dos embarques em 2020
Por: -Eliza Maliszewski

Segundo a estimativa divulgada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), em 2021 o Brasil seguirá liderando o ranking de maior exportador mundial de carne bovina. As informações preliminares apontam para um volume total de 2,73 milhões de toneladas em 2021, seguido dos Estados Unidos, com 1,43 milhão de toneladas, e a Austrália, com 1,39 milhão de toneladas. Ainda completam a listado cinco maiores a Índia, com 1,38 milhão de toneladas e a Argentina 0,77 mil toneladas.

De acordo com análise do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) o país da Oceania passa por um momento de baixo estoque de animais devido à seca dos anos anteriores, e atualmente tem retido suas fêmeas para aumento do rebanho no médio prazo. Outro ponto é a Argentina, que, diante das questões políticas do atual governo, pode limitar sua oferta ao mercado externo. Além disso, estima-se que a China continue liderando o ranking dos maiores importadores da proteína, cenário ainda pautado na peste suína africana.

Em nível nacional, Mato Grosso correspondeu com 20,27% dos embarques em 2020 e tende a manter uma elevada fatia em 2021


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink