ANÁLISE

Brasil vai flexibilizar lei sanitária para liberar trigo russo

Moinhos certamente não irão comprar, aposta T&F
Por: -Leonardo Gottems
148 acessos

O Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) decidiu “flexibilizar” a legislação sanitária do país para permitir a importação de trigo russo, de acordo com informações da Agência Valor Econômico. O curioso é que a decisão ocorre ao mesmo tempo que Moscou suspende a compra de carne bovina de uma planta brasileira e ameaça fazer o mesmo com outras. 

“Está aí uma boa lição ao Itamaraty e aos negociadores brasileiros: não se concede nada sem pedir algo em troca. A Rússia é atualmente o maior exportador de trigo do mundo e precisa buscar mercados para colocar todo o seu grande excedente desta temporada, de mais de 30 milhões de toneladas”, afirma o analista da Consultoria Trigo & Farinhas, Luiz Fernando Pacheco.

De acordo com a T&F, os preços do trigo russo caíram US$ 1/tonelada no final da semana passada, para a faixa entre US$ 192-193/t FOB para os trigos de 12,0 de proteína e US$ 186-188/t FOB para os trigos com 11,5% de proteína, no porto de Novorossiysk, para entregas em novembro-dezembro.

O frete médio do Mar Negro para o norte do Brasil estaria por volta de US$ 32,00/t, o que totalizaria algo ao redor de US$ 224 para o trigo com 12% de proteína e US$ 220/t para o trigo com 11,5%, contra US$ 298/t do trigo americano hard e US$ 241/t do trigo americano soft e US$ 196/t do trigo argentino com 12%.

“O governo brasileiro pode até liberar (já existe uma liberação de entrada do trigo russo nos portos do Rio de Janeiro para cima, para não concorrer com o trigo brasileiro), mas os moinhos certamente não irão comprar trigo russo, não apenas pelo preço, mas muito mais, pela qualidade”, conclui Pacheco.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink