Brasil vende menos álcool aos EUA e estoque cresce

Agronegócio

Brasil vende menos álcool aos EUA e estoque cresce

Tudo indica que vão sobrar estoques de álcool no mercado interno nesta safra da cana
Por: -Viviane Monteiro
2 acessos

Tudo indica que vão sobrar estoques de álcool no mercado interno nesta safra da cana-de-açúcar. A repentina redução de 7,6% dos embarques do combustível de julho a setembro para os EUA é o principal motivo da alta dos excedentes nas usinas, que previam uma expansão do mercado internacional.

Com a sobra, o País poderá elevar o percentual de álcool na gasolina, de 23% para 25%, o que atende ao pleito do setor, segundo o superintendeente de gestão de oferta da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Paulo Mocelis. As exportações de álcool para os EUA começaram a cair a partir de julho. As remessas, que eram de 407 milhões de litros, caíram para 341 milhões no mês seguinte. Em setembro recuaram para 176 milhões e em outubro voltaram a crescer para 376 milhões.

Mas a tendência é reduzir ainda mais os embarques para aquele país, disse o superintende da Conab. Isso porque os americanos aceleraram a produção de etanol a partir de milho. Hoje são 108 usinas em operação, contra 97 em janeiro. O governo deve se reunir em janeiro para uma nova avaliação dos estoques.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink