BTG troca dívida por mais ações


Agronegócio

BTG troca dívida por mais ações

BTG Pactual ficou com mais de 10% da companhia agrícola Vanguarda
Por:
23 acessos
com Reuters

O BTG Pactual ficou com mais de 10% da companhia agrícola Vanguarda (ex-Brasil Ecodiesel), ao transformar uma dívida que o principal acionista da companhia tinha com o banco, mas a negociação não deve mudar os rumos da empresa.

Segundo uma fonte próxima à Vanguarda, o BTG não tem intenção de continuar na empresa e realizará um leilão das ações. Contatado, o banco não quis comentar o assunto.

Otaviano Pivetta, principal acionista da Vanguarda – empresa nascida em Mato Grosso - antes da operação, diminuiu sua participação na companhia em um total de 247.191.013 ações ordinárias, de acordo com nota da empresa ao mercado. Com o negócio, a participação de Pivetta na Vanguarda caiu de 26,6% para 16%.


"É uma negociação que já havia sido feita há bastante tempo, e o Pactual exerceu, ficou sócio, já era meu sócio lá atrás", disse Pivetta, ao admitir que tinha uma dívida com a instituição financeira. Ele não quis revelar o valor do acordo.

A Vanguarda tornou-se uma das maiores produtoras agrícolas no ano passado após se associar com a companhia de Pivetta, empresário de Mato Grosso.

Procurada pelo Diário ontem, a Vanguarda Agro disse que não se manifestaria em relação à movimentação acionária. Conforme a companhia, as mudanças foram comunicadas ao mercado nos termos exigidos pela Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros (BM&FBOVESPA) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink