Cachoeira do Sul/RS sedia Seminário Estadual de Apicultura

Agronegócio

Cachoeira do Sul/RS sedia Seminário Estadual de Apicultura

Sebrae no Rio Grande do Sul apresentará no município os quatro projetos que desenvolve para benefício do segmento apícola no Estado
Por:
251 acessos

Da ASN/RS

Cachoeira do Sul - Maior produtor de mel do Brasil, com cerca de oito mil toneladas/ano, o Rio Grande do Sul é reconhecido também pela qualidade de seu produto e busca progredir ainda mais com debates para promover evoluções técnicas e ambientais do ramo apícola. Sob o tema Abelhas: Referência Ambiental e de Produção, Cachoeira do Sul sedia entre esta quinta-feira (23) e sábado (25) o 14º Seminário Estadual de Apicultura.

Aproximadamente 300 apicultores, pesquisadores, empresários e representantes de entidades devem estar reunidos no campus da Ulbra, a 196 quilômetros de Porto Alegre, neste que é o maior evento do setor no Rio Grande do Sul.

O seminário é promovido com o apoio do projeto Apicultura na Região Centro, iniciativa do Sebrae/RS, e do Programa Juntos para Competir, que une a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Sebrae/RS no incentivo às principais cadeias produtivas do agronegócio gaúcho. À frente da organização estão a Associação Cachoeirense de Apicultores (Acapi), a Federação Apícola do RS (Fargs) e a Confederação Brasileira de Apicultura (CBA).

Segundo a gestora do projeto pelo escritório Regional Sebrae/RS Centro, Simone Jaeger, com o foco na temática que correlaciona abelhas, meio ambiente e produtividade, as palestras e oficinas do encontro vão proporcionar ao público-alvo a ampliação de informações técnicas, tendências de mercado, acesso a novas tecnologias, panorama atual e perspectivas de futuro para a apicultura nos cenários nacional e estadual. Além disso, serão divulgadas ações e parcerias promovidas por entidades que contribuem e impulsionam o desenvolvimento do setor.

No sábado, dia 25, a partir das 9h, o técnico da Gerência Setorial do Agronegócio do Sebrae/RS, Fabiano Nichele, vai detalhar em palestra as ações da entidade para benefício da apicultura no RS e no Brasil. Responsável pela carteira de projetos em nível estadual, Nichele explica que são quatro iniciativas em andamento nas regionais Litoral, Serra Gaúcha, Centro e Campanha.

Elas envolvem 410 apicultores, 25 municípios, 37 parceiros, 3 cooperativas, 15 associações e mais de 935 toneladas/ano de mel. Fabiano destaca que, em âmbito nacional, o Sebrae atende, por meio de 57 projetos, 11 mil apicultores em 533 municípios de 24 estados. Esses projetos envolvem uma produção de oito mil toneladas de mel, representando 23% da produção nacional de 34,7 mil toneladas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Durante o seminário, também serão realizados eventos paralelos, como o 11º Concurso Estadual do Mel, a 2ª Mostra Técnico-Científica e de Inovações Apícolas, a 13ª ExpoApis, a 8ª edição da Jornada Técnica de Apicultura, o 8º Melíponas e a 3ª ApisArte. O Seminário Estadual de Apicultura ocorre anualmente no Rio Grande do Sul, em municípios diferentes.

Projeto

O projeto Apicultura na Região Centro atende a 200 apicultores organizados em associações ou cooperativas dos municípios de Santa Maria, São Sepé, Jari, Cacequi, Cachoeira do Sul, Santiago, Capão do Cipó e São Pedro do Sul. Foi implantado em 2007, para fortalecer o segmento apícola local, com metas de fomentar a legalização dos entrepostos, aumentar o volume de comercialização do mel e trazer, através de capacitações, maior produtividade, qualidade ao produto regional e implementação das Boas Práticas Agrícolas.

Conforme a gestora Simone Jaeger, além de ser umas das maiores produtoras de mel do RS, a região central se destaca pela qualidade de seu produto que, em grande parte, é exportado através de grandes empresas do ramo.

Indicadores

De acordo com dados da Emater, o Rio Grande do Sul tem mais de 400 mil colméias e acima de 27 mil apicultores. A produtividade média fica em torno de 18 quilos por colméia. Além de ser o maior produtor nacional, o Estado se destaca pelo consumo: os gaúchos ingerem quatro vezes mais mel do que a média do restante do País.

Em nível nacional, a Confederação Brasileira de Apicultura informa que são 350 mil apicultores e 2,5 milhões de colméias. Conforme levantamento da Unidade de Agronegócios do Sebrae Nacional, com apoio em dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o País é o 11º produtor mundial de mel e 9º maior exportador. Estima-se que sejam 450 mil ocupações diretas no campo e 16 mil nas indústrias de processamento e de insumos, materiais e equipamentos apícolas.

Exportações

Conforme levantamento do analista do Sebrae Reginaldo Resende, as exportações brasileiras de mel mostram resultados positivos no primeiro semestre de 2009. De janeiro a junho deste ano, a receita das exportações alcançou US$ 38,84 milhões e as quantidades comercializadas foram de 15,73 mil toneladas. Os números revelam um crescimento de 112,3% em valor e de 92,4% em quantidade frente ao registrado no balanço do mesmo período de 2008.

Em junho, São Paulo e Rio Grande do Sul, em primeiro e segundo lugares, respectivamente, lideraram as vendas ao exterior. Os dois estados comercializaram juntos mais de mil toneladas, o que representa mais da metade de todo o mel brasileiro exportado no mês que passou. Em terceiro lugar está o Piauí, seguido pelo Ceará, Santa Catarina e Paraná. Estados Unidos, Alemanha, Canadá, Reino Unido, Áustria, Suíça e França são os principais países compradores de mel brasileiro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink