Cadeia produtiva da cana-de-açúcar também se destaca na Fenagro 2011
CI
Agronegócio

Cadeia produtiva da cana-de-açúcar também se destaca na Fenagro 2011

O processo de produção de rapadura, açúcar mascavo e cachaça é demonstrado desde a moagem da cana até o produto final
Por:
A fabricação dos principais derivados da cana-de-açúcar, produzidos pela agricultura familiar, foi demonstrada ao público visitante da 24ª Feira Internacional da Agropecuária da Bahia (Fenagro), no Parque de Exposições de Salvador, no último domingo (4). O processo de produção de rapadura, açúcar mascavo e cachaça é demonstrado desde a moagem da cana até o produto final.


Segundo o chefe do Escritório Local da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A (EBDA), em Abaíra, Nelson Luz Pereira, e responsável pela apresentação no estande da cadeia produtiva, além da cachaça, a cana tem diversos aproveitamentos, tanto para a alimentação humana como a animal. Açúcar, melado, rapadura e doces com frutas, são alguns dos subprodutos utilizados pelo homem, enquanto o bagaço da cana é utilizado na alimentação animal, e ainda como combustão para as fornalhas, na fabricação de derivados.


Na Bahia, no Território de Cidadania da Chapada Diamantina, os municípios de Abaíra, Juciape, Piatã e Mucugê, se destacam pelo cultivo da cana por agricultores familiares. A produção, proveniente de 3 mil hectares de área plantada com a cultura, chega a 120 mil toneladas anual, resultado de muitos anos de assistência técnica prestada pela EBDA, órgão ligado à Secretaria da Agricultura (Seagri). O cultivo, nos municípios, geram 2,5 mil empregos diretos, e 12,5 mil, indiretos, movimentando a economia regional.


Nessa região, um dos principais derivados da cadeia produtiva é a cachaça, que se destaca pela produção, quase que exclusiva da agricultura familiar, e a grande aceitação no mercado nacional e internacional. Em Abaíra, as unidades familiares são capacitadas para a fabricação de outros derivados da cana-de-açúcar, como o melado, rapadura, açúcar mascavo e vinagre. “Temos trabalhado visando inserir os agricultores familiares da região, no mercado, de forma competitiva”, disse Pereira. Também informou que o Programa Nacional da Alimentação Escolar (PNAE), e o Programa de Aquisição de Alimento (PAA), são grandes parceiros na aquisição da produção de alimentos de grande parte dos agricultores familiares.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.