Café do Centro tem seis diferentes tipos de cafés gourmets

Agronegócio

Café do Centro tem seis diferentes tipos de cafés gourmets

Já há algum tempo que o café vem ganhando status de bebida nobre
Por: -Admin
1 acessos

Já há algum tempo que o café vem ganhando status de bebida nobre. Do simples cafezinho, tomado diariamente em qualquer local público ou mesmo em casa, a bebida vem se tornando aos poucos mais apreciada em sua composição mais seleta – de classe 1 ou café gourmet.

Desde 1916 no mercado, a empresa Café do Centro vem investindo em grãos das melhores regiões cafeicultoras do país, conhecidas por seus cuidados na colheita e boas condições climáticas para a cultura, com a finalidade de aliar a melhor técnica e a excelência em café. Com esta preocupação a empresa lançou no mercado os cafés especiais de origem com selo da Bahia, Espírito Santo, Sul de Minas, Paraná, Cerrado Mineiro e Mogiana.

Os produtos das seis regiões possuem apenas grãos 100% arábicos, responsável pelo sabor agradável e aromático, provenientes de uma planta delicada, que prefere grandes altitudes e clima ameno. As informações são da assessoria de imprensa da Café do Centro.

Acompanhe as características de cada um:

MOGIANA:

Aroma: frutado

Sabor suave e adocicado

Corpo: encorpado

Acidez: medianamente alta

Região: situada no nordeste de São Paulo, a região da mogiana caracteriza-se pela excelência na produção de cafés especiais, com o cultivo em altitudes superiores a 1100 metros e temperatura média anual amena (cerca de 20.ºC).

CERRADO MINEIRO:

Aroma: achocolatado

Sabor: suave e adocicado

Corpo: medianamente encorpado

Acidez: média

Região ideal para cafés naturais, ou seja, secos ao sol. Este método de secagem permite a migração dos açúcares da polpa para o grão, proporcionando uma bebida mais adocicada.

PARANÁ:

Aroma: caramelizado

Sabor: suave

Corpo: encorpado

Acidez: medianamente alta

O estado é marcado pela qualidade de seus grãos, onde são cultivados a 900 metros de altura, produzindo uma bebida extremamente encorpada, com amargo acentuado, aroma caramelizado e acidez normal.

SUL DE MINAS:

Aroma: frutado

Sabor: medianamente doce

Corpo: medianamente encorpado

Acidez: acentuada

Maior produtora do país, pois sua região montanhosa e temperatura média anual em torno de 23.ºC proporciona um excelente cultivo .

ESPÍRITO SANTO:

Aroma: levemente caramelizado

Sabor: levemente amargo

Corpo: encorpado

Acidez: média

Região montanhosa na divisa com Minas Gerais proporciona bons grãos.

BAHIA:

Aroma: levemente achocolatado

Sabor: suave e adocicado

Corpo: pouco encorpado

Acidez: média

Mais nova produtora de cafés especiais no Brasil, com bebidas similares às produzidas no cerrado mineiro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink