Agronegócio

Café Orfeu pretende exportar grãos especiais

A torrefadora Café Orfeu deve começar a exportar café torrado premium a partir do ano que vem
Por: -Viviane Monteiro
3 acessos

A torrefadora Café Orfeu, instalada no final do ano passado em Botelhos, no Sul de Minas Gerais, deve começar a exportar café torrado premium a partir do ano que vem. As conversas da empresa estão em andamento com os Estados Unidos, França e Canadá, segundo o diretor de Café Orfeu, José Renato Gonçalves Dias.

As grandes torrefadoras mundiais, como a Sara Lee, não devem interferir na penetração internacional do Café Orfeu. A diretora de marketing da empresa, Ana Cecília, diz acreditar que a maior barreira para tal finalidade é construir uma marca desconhecida lá fora. "O empecilho é consolidar uma marca", acrescenta. "O consumo de cafés especiais é pequeno e acho que essas grandes empresas não devem atrapalhar", diz Ana Cecília.

A torrefadora, que produz 2 mil quilos de cafés especiais por mês, o equivalente a 24 mil quilos anuais, teve investimentos da ordem de R$ 1 milhão em sua construção. O retorno dos investimentos, entretanto, devem acontecer só a partir do ano que vem, segundo Dias.

Toda a produção da torrefador é oriunda de sua fazenda própria, onde são colhidas cerca de 13 mil sacas por safra - 20% de cafés especiais. Para o próximo ano, a empresa pretende ampliar a capacidade de torrefação. Dias diz que a produção de cafés especiais da empresa deve ser ampliada em cinco vezes nos próximos três anos. A intenção é chegar a 10 mil quilos mensais em 2008.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink