Cafeicultor de Carmo de Minas (MG) vence 8º Concurso de Cafés

Agronegócio

Cafeicultor de Carmo de Minas (MG) vence 8º Concurso de Cafés

A excelência dos lotes esse ano fez com que os seis primeiros colocados recebessem o Prêmio Especial Gold Cup of Excellence
Por: -Assessoria de Imprensa
2 acessos

O cafeicultor Cícero Viegas Cavalcanti de Albuquerque, da Fazenda Esperança, de Carmo de Minas, município na região Sul de Minas Gerais, foi o campeão do 8º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil – Cup of Excellence (CoE), que contou com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A excelência dos lotes esse ano fez com que os seis primeiros colocados recebessem o Prêmio Especial Gold Cup of Excellence, que são aqueles que tiveram nota acima de 90 na avaliação do Júri internacional. Apenas no Cup de 2003 tantos lotes receberam essa premiação especial.

Além de Cícero Viegas, receberam o Gold Cup of Excellence 2006 os cafeicultores Márcio Luiz Bérgamo Fávaro, do Sítio Boa Vista, de Sarutaiá (SP); Guilherme Dias de Castro, da Fazenda Pedra Preta, de Jesuânia, no Sul de Minas (MG); Carlos Sérgio Sanglard, da Fazenda Serra do Boné, de Arapongas, região das Matas de Minas; Francisco Isidro Dias Pereira, da Fazenda Santa Inês, de Carmo de Minas (e primeiro colocado no CoE de 2005), e Francisco de Assis Junqueira Amarante, da Fazenda Boa Vista do Bebedouro, de Guaranésia, também no Sul de Minas.

“A seleção final foi muito difícil, dada a alta qualidade dos lotes inscritos, tanto que a nota de corte foi 84,25”, diz o classificador e provador Sílvio Leite, conselheiro da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, na sigla em inglês), entidade promotora do certame que conta com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da APEX-Brasil, do Ministério do Desenvolvimento.

Ao todo, foram classificados 29 finalistas entre os 54 lotes que durante toda a última semana passaram pelo crivo do Júri Internacional, integrado por 26 jurados e 6 observadores, todos provadores e profissionais de compra de torrefadoras e de lojas de café de diversos países da Europa, do Japão e dos Estados Unidos. Reunidos na Universidade Federal de Viçosa (MG), esses jurados provaram, separadamente, cada um dos cafés, anotando em um formulário, numa escala de 0 a 100, notas para propriedades como corpo, sabor, doçura e grau de acidez. Os cafés foram analisados pelo menos 5 vezes durante o processo de prova. Todas as etapas tiveram auditoria da SGS do Brasil.

O concurso este ano teve 352 lotes inscritos. Destes, 150 foram pré-selecionados e passaram para a etapa do Júri Nacional, também realizada em Viçosa e da qual resultaram os 54 lotes que foram avaliados na fase Internacional. Como prêmio, os 29 vencedores do 8o Concurso de Qualidade Cafés do Brasil ganham a oportunidade exclusiva de participar do leilão Cup of Excellence, realizado pela internet e já agendado para 16 de janeiro de 2007.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink