Câmara dos Lordes aprova edição genética na Inglaterra
CI
Imagem: Pixabay
AGRICULTURA

Câmara dos Lordes aprova edição genética na Inglaterra

“Este instrumento legal marca um pequeno, mas importante passo para alinhar nossos regulamentos"
Por: -Leonardo Gottems

As Câmaras do Parlamento do Reino Unido aprovaram um Instrumento Estatutário que facilitará a realização de pesquisas de campo com plantas produzidas por novas tecnologias de melhoramento de plantas, como a edição de genes, na Inglaterra. “Esta legislação permitirá que os criadores do Reino Unido continuem sua pesquisa e desenvolvimento líderes mundiais estabelecidos que trazem novas variedades cruciais para os agricultores. O uso desta nova tecnologia ajudará a contribuir para a produtividade agrícola, que é vital nestes tempos difíceis”, diz Sam Brooke, CEO da Sociedade Britânica de Criadores de Plantas (BSPB).

Brooke diz que, ao permitir esse teste de novas tecnologias, todas as organizações têm a oportunidade de acessar os avanços no melhoramento de plantas. A edição de genes pode oferecer novas ferramentas de pesquisa e uma nova técnica de melhoramento de plantas que é mais precisa e eficiente do que o melhoramento de plantas tradicional, diz o diretor-executivo, professor Mario Caccamo.

“Este instrumento legal marca um pequeno, mas importante passo para alinhar nossos regulamentos com outras partes do mundo, como Austrália, Canadá, Japão, Argentina, Brasil e Estados Unidos, onde plantas simples editadas por genes não são regulamentadas como OGMs”, acrescenta.

Novas tecnologias genéticas podem ajudar o Reino Unido a enfrentar desafios maiores, diz o ministro da Inovação Agrícola e Adaptação Climática, Jo Churchill. Questões relacionadas à segurança alimentar, mudanças climáticas e perda de biodiversidade foram usadas como exemplos. “Agora temos a liberdade e a oportunidade de incentivar a inovação, melhorar o meio ambiente e nos ajudar a cultivar plantas mais fortes e resistentes às mudanças climáticas”, diz ele. “Sou grato aos grupos agrícolas e ambientais que ajudaram a moldar nossa abordagem e estou ansioso para ver o que podemos realizar.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.