Camex tenta manter TEC para lácteos
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Camex tenta manter TEC para lácteos

Por:
140 acessos

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) irá propor ao Grupo Mercado Comum (GMC) do Mercosul que torne definitiva a Tarifa Externa Comum (TEC) de 28% para 11 produtos lácteos, basicamente leite em pó e queijos. A sugestão, aprovada ontem (14), visa tornar permanente a medida estabelecida em dezembro de 2009 pelo grupo, e que tem validade até 31 de dezembro de 2011. O pedido, que deverá ser feito ainda este ano, foi encaminhado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e contou com o apoio do Ministério da Agricultura (Mapa). Antes de 2009, a TEC desses produtos variava de 14% a 16% de acordo com o derivado do leite. Para o secretário-executivo do Sindilat, Darlan Palharini, a medida é importante para garantir o mercado interno. "Nos médio e longo prazos, o governo precisa incluir o lácteo na pauta de negociações internacionais", disse referindo-se ao fato de que, nos últimos 18 meses, o câmbio desfavorável dificultou as exportações.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink