Campanha contra a Febre Aftosa tem novidades em Goiás
CI
Agronegócio

Campanha contra a Febre Aftosa tem novidades em Goiás

Produtor poderá enviar a declaração de vacinação pela internet
Por:
A segunda etapa da campanha de imunização contra a febre aftosa deste ano em Goiás será realizada entre os dias 1º e 30 de novembro e traz uma novidade: o produtor poderá enviar a declaração de vacinação pela internet. O novo sistema é opcional e o criador, caso prefira, também poderá entregar o comprovante impresso na unidade operacional local da Agrodefesa, onde está localizada sua propriedade. Todo o rebanho bovino e bubalino de até 24 meses de idade deve ser imunizado e a estimativa é que existam cerca de 10 milhões de animais do tipo no Estado.


A entrega do comprovante de imunização deverá ser feita até cinco dias após a aplicação da vacina nos animais. Quem não comprovar a vacinação está sujeito a pagar multa de R$ 60. Caso seja constatada realmente a falta de vacinação, a multa é de R$ 7 por animal e, se for reincidente, o valor é de R$ 14. Nas criações nas quais não há animais com menos de 24 meses, é necessário apresentar declaração sobre o gado.


Goiás possui o 4º maior rebanho bovino nacional, é o 3º maior produtor de leite e o 3º no ranking de exportação de carne. Na primeira etapa da campanha deste ano que imunizou todas as faixas etárias, a cobertura vacinal foi de 99,63%. A meta é alcançar 100% para que Goiás receba a classificação de zona livre de aftosa sem vacinação o quanto antes, o que irá ampliar ainda mais o mercado e a competitividade.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink