Cana com elevado teor de sacarose em MS

Agronegócio

Cana com elevado teor de sacarose em MS

Duas novas variedades foram lançadas na semana passada em Dourados/MS
Por: -CíCERO FARIA
1504 acessos
Duas novas variedades foram lançadas na semana passada em Dourados e ambas têm maior resistência a algumas doenças incidentes sobre a cultura

DOURADOS - O Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), sediado em Piracicaba (SP), dentro de cinco anos a dez anos estará levando a campo os experimentos com o desenvolvimento de variedades de cana transgênica que terá uma série de qualidades agronomicas para atender as usinas de açúcar e etanol.

Atualmente esses experimentos estão segregados a pequenas áreas, como recomenda a Comissão Técnica Nacional de Biotecnologia (CTNBio) na fase inicial do trabalho com a transgenia canavieira, informou ao Correio Rural & Negócios, em Dourados, o coordenador de Pesquisa Tecnológica de Variedades do CTC, Arnaldo Raizer.

As futuras variedades serão mais resistentes à seca; terão maior teor de sacarose; e resistência às principais pragas. São características que estão sendo testadas em cruzamentos em laboratório e em estufas separadas de outras pesquisas com novas variedades convencionais.

Novas

Em palestras para representantes de usinas sucroalcooleiras da região de Dourados, um grupo de técnicos do CTC anunciou a liberação para o plantio comercial de duas novas variedades de cana-de-açucar:  a CTC21 e a CTC22, que são a 6ª geração produzida desde 2005 pelo centro de pesquisa, que é mantido por 160 usinas do País, além de associações que representam 12 mil produtores de cana, responsáveis por 60% da cana moída no Brasil. As novas varidades são precoces, com elevado teor de sacarose, alta produtividade e resistentes a doenças importantes, como a ferrugem marrom, ao carvão, e ao mosaico, inclusive a ferrugem alaranjada, recentemente introduzida no Brasil.  Adaptadas aos ambientes de médio e alto potencial de produção, a CTC21 e a CTC22 favorecem o plantio e a colheita mecanizados e são recomendadas para o manejo no início da safra, entre julho e agosto.

A CTC21 e CTC22 foram avaliadas nos últimos anos com todos os detalhes técnicos por 25 empresas associadas, que representam o clima e solo das principais regiões brasileiras que cultivam a cana. Por isso, são indicadas também para o plantio em Mato Grosso do Sul.

A apresentação destas variedades estará sendo feita pelo CTC até 9 de dezembro, nas cidades paulistas de Assis, Araçatuba, Piracicaba, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Também estão no roteiro, Dourados, Maringá (PR), Rio Verde (GO) e Uberlândia (MG). No Nordeste, por conta do calendário regional da safra, o evento será no dia dois de março de 2011.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink