Cancelamento de compra chinesa derruba soja

ANÁLISE AGROLINK

Cancelamento de compra chinesa derruba soja

A especulação entrou em um movimento de manada no lado das vendas
Por: -Leonardo Gottems
2953 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (14.02) baixa de 13,00 pontos no contrato de Março/19, fechando em US$ 9,035 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 12,50 e 13,00 pontos.

Os principais contratos futuros caíram forte no mercado norte-americano da soja, com um decepcionante relatório de vendas de exportação. “Isso foi principalmente devido a cancelamentos líquidos de 807.000 MT para a China, com 444.000 MT em cancelamentos adicionais por [destinos] desconhecidos”, aponta o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica. 

De acordo com a Consultoria AgResource, a especulação entrou em um movimento de manada no lado das vendas de commodities agrícolas em Chicago: “Desde que o USDA voltou do recesso do Governo após a paralisação imposta por Trump, os relatórios do Departamento de Agricultura têm trazido os dados atrasados e não publicados no recesso”. 

“Nesta semana, foram divulgadas as vendas de exportação de grãos estadunidenses para a semana encerrada no dia 3 de janeiro de 2019, que trouxeram um acumulado muito baixo para o milho e trigo, enquanto que os totais para a soja somaram um negativo de 600mil toneladas. Ou seja, mais contratos foram cancelados do que adicionados naquela semana. A grande maioria destes cancelamentos veio de supostas vendas já firmadas para a China. A notícia trouxe uma ‘surpresa’ aos operadores do mercado”, concluem os analistas da ARC Mercosul.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink