Canola: Área plantada aumentou 10 vezes em três anos entre os produtores da Coocam
CI
Agronegócio

Canola: Área plantada aumentou 10 vezes em três anos entre os produtores da Coocam

Plantio da cultura segue até meados de maio
Por:
Não demora o amarelo ouro das flores da planta encher de beleza parte dos campos de Campos Novos. Isso porque, a partir desta 2ª quinzena de abril, os produtores da Cooperativa Agropecuária Camponovense – Coocam iniciam o plantio da canola que segue até meados de maio. Em toda Santa Catarina, Campos Novos é a cidade que tem o prazer de vislumbrar a plantação, que além de bela e lucrativa, é exclusiva, já que a Coocam é a única cooperativa do Estado que estimula a cultura.  Isso representa o avanço de 10 vezes a área plantada num espaço de tempo de apenas três anos.

De 150 hectares, plantados em 2012, como experiência, a Coocam deu um salto para os 1.500 hectares que serão plantados nesta safra. “O projeto piloto implantado na Coocam em 2012 deu certo, e a canola se adaptou tão bem em nossa região, que em 2013 plantamos 800 hectares e em 2014 vamos plantar 1.500 hectares entre os produtores da Cooperativa”, explicou o vice-presidente da Coocam e responsável pelo departamento técnico da Cooperativa, Riscala Miguel Fadel Junior.

Além de ser uma cultura rentável, implantada com custo baixo – equivalente a 15 sacas de soja por hectare, a canola ainda substituiu a aveia de cobertura, garantindo mais lucratividade e melhor cobertura de solo para o período. “A cultura da canola é rentável, tem bom preço no mercado e apresenta-se ainda como excelente recicladora de nutrientes e descompactadora de solo, com isso, os produtores observaram que a cultura subsequente a ela também apresenta maior produtividade.”, explicou o engenheiro agrônomo da Coocam, Cristiano Nascimento. Outro ponto positivo da cultura é a época de cultivo, já que a canola é uma alternativa para a propriedade gerar lucros num momento em que o maquinário e a mão de obra estão ociosos com o final das atividades da safra de verão. “Através da canola é possível otimizar o sistema na propriedade, com isso, os custos fixos são reduzidos e a rentabilidade da propriedade é aumentada”, afirmou Cristiano.

Com a produção destinada 100% a alimentação humana, para fabricação de óleo e margarina, a canola tem venda garantida na Coocam, que é a maior parceira da empresa industrializadora do produto em Santa Catarina.  “A inovação com o cultivo da canola, demonstra exatamente o espírito de trabalho da Coocam, que é estar sempre atenta na geração de novos negócios, e com isso mais renda e mais desenvolvimento para seus associados e suas propriedades.”, ressaltou o presidente da Coocam, João Carlos Di Domênico. E tudo isso se comprova na satisfação do produtor rural associado da Coocam, Ademar Rupp, que plantou canola em 2012, 2013 e vai plantar em 2014.

Neste ano Ademar destinou 85 hectares de sua propriedade para o plantio dessa cultura, que segundo ele, gerou bons rendimentos e uma bela paisagem a propriedade. “Nada como gerar mais renda, otimizando a rotação de culturas e ainda contando com uma paisagem belíssima na propriedade. A canola foi uma boa experiência em todos os aspectos, é lucrativa, rentável, produtiva e ainda fez com que o milho plantado após dela fosse de excelente qualidade.”, finalizou.    

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink