Capacidade de estocagem pode aumentar em 17,5% em MS

Agronegócio

Capacidade de estocagem pode aumentar em 17,5% em MS

Atualmente, os armazéns comportam 5,7 milhões de toneladas
Por:
1 acessos

A definição de uma linha de crédito pelo Banco do Brasil para a ampliação do número de armazéns em Mato Grosso do Sul pode ampliar a capacidade de estocagem de grãos em pelo menos 17,5%. Atualmente, os armazéns comportam 5,7 milhões de toneladas e a proposta do banco é dispor de R$ 105 milhões até o final de 2006 para ampliar a estrutura em mais um milhão de toneladas.

Daqui a pouco, o governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, e o vice-presidente do Banco do Brasil para Governo e Agronegócios, Ricardo Conceição, assinam um protocolo de execução do Programa de Desenvolvimento de Sistemas de Armazenagem.

Conforme o gerente de Mercado de Agronegócio do BB, Carlos Werner, interessa ampliar o número de armazéns nas propriedades rurais, onde estão apenas 11% da estrutura atual no Estado. Werner defende um equilíbrio entre o número de silos na cidade e na área rural.

Ele argumenta que com a produção estocada, o agricultor poderá negociar preços e aguardar as condições ideais para vender produtos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink