Capacitação em ILPF para técnicos de AL retoma formato 100% presencial
CI
Imagem: Divulgação
CAPACAITAÇÃO

Capacitação em ILPF para técnicos de AL retoma formato 100% presencial

Um grupo de assistentes técnicos participou de mais um módulo da capacitação continuada ‘ILPF na Zona da Mata e Agreste de Alagoas’
Por:

Um grupo de assistentes técnicos de Alagoas participou, nos dias 5 e 6 de abril, de mais um módulo da capacitação continuada ‘ILPF na Zona da Mata e Agreste de Alagoas’. Retomando o formato totalmente presencial após dois anos, por conta da pandemia, o curso foi coordenado pela Embrapa Tabuleiros Costeiros e Embrapa Florestas, com apoio de diversos parceiros.

A capacitação é uma iniciativa da Embrapa, do Sebrae-AL e da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (FIEA), e conta com a parceria nacional da Associação Rede ILPF e parceria local da Superintendência do Ministério da Agricultura em Alagoas, Emater/AL, Fazenda São Sebastião do Bonito - Grupo Álvaro Vasconcelos e Fazenda Buenos Aires.

O objetivo é ampliar a área utilizada com sistemas silvipastoris na Zona da Mata e Zona do Agreste de Alagoas. A iniciativa envolve ações em duas frentes - a instalação em campo de áreas demonstrativas das soluções tecnológicas e a capacitação continuada de assessores técnicos, a maioria dos quais ligados à Emater/AL, que atenderão a demandas de produtores para implantação de sistemas integrados adaptados às regiões.

O primeiro dia foi reservado a palestras e apresentações, no auditório do Sebrae em Maceió. O pesquisador Roberto Giolo, da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande, MS), abriu os trabalhos, abordando os componentes de forrageiras nos sistemas de Integração Lavoura - Pecuária - Floresta (ILPF).

Em seguida, o assessor técnico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (FAEAL) Noel Loureiro, que também é produtor rural, falou sobre os desafios de se implantar o componente florestal em sistemas integrados em Alagoas.

À tarde, o pesquisador da Embrapa Tabuleiros Costeiros Paulo Albuquerque, juntamente com o representante da Florestal Alagoas (FlorAL) Marcos Rezende, apresentaram a evolução das Unidades de Referência Tecnológica (URTs) de ILPF instaladas em Alagoas. 

URTs funcionam como vitrines das soluções tecnológicas aplicadas em campo, onde assistentes técnicos, produtores e estudantes podem ver de perto e na prática os resultados das novas tecnologias em funcionamento, recebendo explicações e informações de pesquisadores e técnicos da Embrapa e parceiros.

Na quarta (6), o dia foi reservado para a visita às URTs montadas na Fazenda São Sebastião do Bonito, em Chã Preta, a 104 quilômetros da capital. Na propriedade do grupo parceiro Álvaro Vasconcelos, os participantes puderam ver de perto a aplicação e os excelentes resultados de sistemas integrados que combinam as culturas de milho e sorgo e o componente arbóreo eucalipto.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.