Capacitação para a produção de leite orgânico

Agronegócio

Capacitação para a produção de leite orgânico

Iniciativas de capacitação são de grande valia para produtores
Por:
3388 acessos

Para incentivar a produção de leite orgânico no Rio Grande do Sul, a Emater-RS promoveu uma série de ações de capacitação nas propriedades de agricultores familiares em Erval Grande, no norte gaúcho. Participaram cerca de 120 produtores dos municípios de Benjamin Constant do Sul, Paulo Bento, Barra do Rio Azul, São Valentim, Faxinalzinho, e Itatiba do Sul.

Além da Emater-RS, participaram dessa iniciativa a Embrapa Cerrados e Embrapa Aves e Suínos, e a Cooperativa dos Pequenos Agropecuaristas de Erval Grande (Cooperval), que desenvolvem o projeto Transferência de Tecnologias para Apoiar Redes de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Ater), e atuam na produção e processamento de carne, leite e ovos na agricultura familiar de base ecológica.

Para o coordenador de Inovação e Metodologia da Secretaria de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, Hur Ben Correa da Silva, a Sead promove a inovação na agricultura familiar conveniando com a extensão rural e a pesquisa agropecuária por entender que é necessário integrar esses serviços na ação junto aos agricultores familiares para aumentar a eficiência e sustentabilidade dos sistemas de produção e beneficiamento. “A construção de conhecimento e tecnologia ocorre de forma conjunta: Ater, pesquisa e agricultores. E nas condições reais das unidades produtivas ou dos empreendimentos familiares é o caminho mais seguro para atender as reais necessidades dentro das possibilidades de cada situação. Geralmente uma solução ‘considerada boa’ para a agricultura familiar não é apropriada para muitas situações”, explica.

De acordo com o assistente técnico regional em Sistema de Produção Animal da Emater-RS de Erechim, Valmir Dartora, os agricultores 
receberam orientações sobre manejo de pastagens,  alimentação balanceada com nutrientes necessários para aumentar a produção leiteira, uso de alimentação suplementar para aumentar a eficiência da produção, e piqueteamento para melhor aproveitamento da área e das pastagens. 

Técnico da Cooperativa dos Pequenos Agropecuaristas de Erval Grande (Cooperval), Diego Petroski chama a atenção para ações necessárias para o desenvolvimento da bovinocultura leiteira. “O produtor deve estar atento para o bem-estar do animal, providenciando sombra nos locais de piqueteamento das pastagens e água limpa com acesso fácil”, explica. “Essas ações são fundamentais para aumentar a produção leiteira”, afirma Diego. 

“As iniciativas de capacitação são de grande valia para nós, produtores, pois além do conhecimento adquirido, aprendemos a técnica de como produzir um alimento orgânico e de qualidade”, ressalta o produtor rural Valdecir Bertotti, beneficiado com a ação.  

Confira alguns benefícios do leite orgânico para saúde humana
- Cálcio e proteínas de alta qualidade
- Gorduras boas, por exemplo, ácido linoleico conjugado e Ômega 3, que são responsáveis pela prevenção e a redução da diabetes e as doenças cardíacas
- Vitaminas A e E com maior concentração
- Sem antibióticos, hormônios sintéticos ou pesticidas.

/Ascom (com informações da Emater-RS)

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink