Agronegócio

CAR como modelo de gestão é apresentado a alunos de rede pública de MS

Cadastro Ambiental Rural foi prorrogado para o dia 31 de dezembro de 2017
Por:
321 acessos

Apresentar o CAR - Cadastro Ambiental Rural como um novo modelo de gestão agropecuária. Foi com este objetivo que a consultora do Sistema Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Daniele Coelho, ministrou uma palestra referente ao tema na UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, com a participação de aproximadamente 60 alunos.

Durante a apresentação, Daniele falou sobre o Novo Código Florestal,  o início da história da conscientização ambiental, entre outros temas referentes ao setor produtivo. "O CAR é um instrumento que serve para gerenciar a propriedade, considerando que, ao realizar o preenchimento do cadastro, o primeiro resultado obtido pelo produtor é o diagnóstico das áreas de preservação, de reserva legal e as que precisam de recuperação", argumentou.

"Com o CAR temos um panorama completo para o Governo Estadual e Federal em relação à situação da vegetação nativa", acrescenta Daniele que fez uma avaliação sobre a percepção dos alunos: "Os estudantes, com idade acima de 15 anos, tinham muitas dúvidas sobre o assunto, mas o principal é que eles puderam compreender que hoje o desenvolvimento rural está atrelado à conservação ambiental".

Além disso, a especialista salientou que após o diagnóstico ambiental os cursos disponibilizados pelo Senar/MS - Serviço de Aprendizagem Rural serão estrategicamente aproveitados de acordo com a realidade local. Participaram do evento, os alunos do curso técnico ambiental do Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego da Escola Estadual Hércules Maymone, do ensino médio e da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Adiamento do CAR - No dia 15 de junho deste ano,  foi divulgada a decisão da prorrogação do prazo para preenchimento do CAR - Cadastro Ambiental Rural foi prorrogado para o dia 31 de dezembro de 2017.  A inscrição é obrigatória para todas as propriedades e posses rurais. Para o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, os produtores rurais precisam aproveitar a oportunidade de regularização. "Apenas com o CAR o produtor ficará totalmente legalizado diante do Código Florestal Brasileiro, então, quanto antes ele fizer o cadastro, melhor", salienta Saito.

O responsável pelas informações na inscrição é o produtor rural. No portal do Sistema Famasul (www.famasul.com.br) há uma cartilha Perguntas e Respostas - Novo Código Florestal e Cadastro Ambiental Rural (acesse: http://zip.net/bdszj8), com objetivo de esclarecer as dúvidas dos produtores rurais sobre o preenchimento do CAR/MS . Para cadastrar suas informações, o produtor rural de Mato Grosso do Sul deve utilizar a plataforma Siriema do Governo do Estado que é integrada ao SICAR (ferramenta federal), no qual deverá apresentar os dados ambientais de sua propriedade rural no Estado.

O sistema  está disponível para inscrições no site do Imasul – Instituto de Meio Ambiente de MS (http://www.imasul.ms.gov.br/). O produtor rural que não se inscrever no CAR-MS até a data limite constará como irregular, podendo ficar impedido de obter licenciamento ambiental, financiamentos e até mesmo restrições na comercialização.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink