Soja

Caravana mobiliza produtores de Rondônia

A abertura da programação será feita na manhã de terça-feira no Palácio Rio Madeira.
Por:
114 acessos

O 1º Circuito Aprosoja mobiliza os produtores de soja do Estado, com expedição técnica que visitará sete municípios entre os dias 21 e 24 deste mês. A Expedição Soja Brasil visitará fazendas em Porto Velho, Ariquemes, São Miguel do Guaporé, Rolim de Moura, Chupinguaia, Cerejeiras e Vilhena, mostrando as oportunidades que o Estado oferece. O projeto engloba a possibilidade de transformar cerca de 3 milhões de hectares de pastagens degradadas em lavouras. Outra ideia da expedição é discutir a segurança no campo e mostrar a importância da Aprosoja-RO, incluindo a disponibilidade de novos materiais genéticos da Embrapa. A produção de soja no Estado cresceu 236% em dez anos, passando de 277 mil toneladas na temporada 2006/2007, para pouco mais de 930 mil hectares no ano passado. A área também cresceu o mesmo patamar, 230% neste período, de 90 mil hectares em 2006/2007, para 296 mil em 2016/2017.

Com sede em Vilhena, na região Sul do Estado, a Associação dos Produtores de Soja de Rondônia é presidida por Juca Masutti, tendo como proposta viabilizar a sustentabilidade dos produtores de soja da região atendendo às demandas do mercado globalizado, oferecendo serviços de informação, educação, apoio e representação política da classe. O Circuito tem em sua característica o planejamento de safra por meio da reunião de inúmeros especialistas nacionais e estrangeiros para falar sobre o mercado da soja, além de debater outros pontos importantes para auxiliar o planejamento da próxima safra. A abertura será feita na terça-feira, dia 21, das 7h às 9h, no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho. Em seguida a expedição seguirá para a Fazenda Mustang, no Distrito de Triunfo em Candeias do Jamari, onde os integrantes almoçarão. Em todos os municípios a serem visitados, haverá palestras para produtores e empresários do agronegócio. O Circuito Aprosoja em Rondônia será concluída no dia 24 com almoço em Vilhena.

Conab diz que safra será menor

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) seguiu a expectativa do setor produtivo e apontou que a safra de soja será 7% menor que a anterior. Mesmo com a perspectiva de expansão da área, o órgão acredita que o clima será o ítem limitante da produção. A expectativa entre os produtores de soja, com relação ao plantio da safra 2017/2018, é de, novamente, um crescimento na área plantada. A razão apontada é que a oleaginosa segue como o produto que melhor remunera frente ao milho (apesar dos preços baixos das duas commodities). Com isso, a Conab prevê que nessa primeira intenção terá um incremento de área na ordem de 1,6% a 3,8%, comparado com o plantio da safra anterior. Ou seja, a área passará de 33,9 milhões de hectares do ano passado, para 34,4 (limite inferior) ou 35,2 (limite superior. Todas as regiões, sem exceção, irão ampliar pelo menos um pouco suas áreas de cultivo de soja, conforme projeção da Conab.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink