Caribenhos querem adotar tecnologias da Embrapa Meio-Norte

Agronegócio

Caribenhos querem adotar tecnologias da Embrapa Meio-Norte

A primeira visita à região piauiense mais produtora de mel começa pela Casa APIS
Por: -Janice
1012 acessos
Tecnologias desenvolvidas pela Embrapa Meio-Norte, através do Núcleo de Pesquisas em Apicultura e Meliponicultura, vão chegar ao Trinidad e Tobago, país do Caribe, na América Central, que faz fronteira marítima com a Venezuela. Ramesi Jadoo, Ricardo Andrade, Hayden Sinanan e Ian Fletcher, pesquisadores do Ministério da Agricultura, Terras e Recursos Marinhos do país, iniciam nesta quarta-feira 04, em Teresina, uma visita técnica à Unidade.

A programação é extensa. Às 8 horas, em uma reunião, o chefe-geral da Embrapa Meio-Norte, Hoston Tomás Nascimento, apresentou os trabalhos desenvolvidos pela Unidade. Na quinta-feira 05, os trinitários terão uma reunião técnica com os pesquisadores brasileiros sobre boas práticas de produção de mel. Em seguida, eles acompanharão análises físico-químicas no laboratório de mel.

O terceiro dia da visita será marcado por duas reuniões técnicas sobre melhoramento de abelhas e manejo sanitário de apiários. Na segunda-feira 09, os pesquisadores do Trinidad e Tobago passam a conhecer a produção de mel no Piauí. Eles vão até ao município de Picos, a 330 quilômetros a sudeste de Teresina.

A primeira visita à região piauiense mais produtora de mel começa pela Casa APIS, que é a Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro, que reúne 10 cooperativas e atende a 1.500 apicultores de 34 municípios. Na sexta-feira 10, eles seguem para o município de Simplício Mendes, a 420 quilômetros a sudeste de Teresina, onde ficam até o domingo 12.

Em Simplício Mendes a programação de visitas será mais intensa. Ainda na sexta-feira eles conhecerão a Apiagro, fábrica de equipamentos apícolas. No sábado 11, os caribenhos visitam a Comapi -Cooperativa Mista dos Apicultores da Microrregião de Simplicio Mendes e manterão contatos com produtores.

No domingo 12, os pesquisadores vão conhecer a empresa Paula Virgínia de Carvalho Moura e depois voltam a Teresina. A visita deles ao Piauí termina na segunda-feira 13, com uma reunião e troca de informações com os pesquisadores do Núcleo de Pesquisa em Apicultura e Meliponicultura da Embrapa Meio-Norte.

Com essa visita ao Piauí, coordenada pela Agência Brasileira de Cooperação, órgão do Ministério da Relações Exteriores, o governo do Trinidad e Tobago dá o primeiro passo para iniciar um intercâmbio de capacitação técnica. Os trinitários querem, entre outras coisas, capacitar os técnicos no tratamento de abelhas africanizadas, buscando melhoria na qualidade e quantidade do mel.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Meio-Norte.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink