Carne de frango: expansão prevista pela OCDE/FAO para 2027

Carne de frango

Carne de frango: expansão prevista pela OCDE/FAO para 2027

Adotando como ponto de partida o volume médio produzido entre 2015 e 2017
Por:
31 acessos

Adotando como ponto de partida o volume médio produzido entre 2015 e 2017 (mas sem especificar os valores registrados nesse triênio) e tomando como base os 10 países com maior potencial de expansão, estudo conjunto da OCDE/FAO estima que em 2027 essa dezena de países estará produzindo um volume adicional de carnes da ordem 34,2 milhões de toneladas. 

Do adicional previsto, a maior parcela – pouco mais de 14,6 milhões de toneladas, 42,6% do total – será de carne de frango. Na sequência vem a carne suína – perto de 12 milhões de toneladas, cerca de 35% do total – e, por fim, a bovina, com 7,7 milhões de toneladas, 22,5% do total.

Três países responderão por quase dois terços do adicional de carne de frango projetado: China, EUA e Brasil. Mas o volume adicional apontado para a China não representa apenas crescimento e, sim, recuperação do que foi perdido nos últimos anos com os surtos de Influenza Aviária.

A propósito, o estudo da OCDE/FAO ressalva que a produção adicional de 4,3 milhões de toneladas prevista para a China pressupõe que o país não enfrente mais problemas com a Influenza Aviária. Se a doença persistir, a expansão pode ser bem menor.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink