Carne de frango: receita cambial dos quatro itens exportados aumentou entre 19% e 37%
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PECUÁRIA

Carne de frango: receita cambial dos quatro itens exportados aumentou entre 19% e 37%

A expectativa de que em breve o frango inteiro voltaria a apresentar evolução positiva até agora não se concretizou
Por:

A expectativa, manifestada recentemente, de que em breve o frango inteiro voltaria a apresentar evolução positiva no volume embarcado até agora não se concretizou. Pelo contrário, houve nova redução no mês passado e, com isso, o produto permanece como o único dos quatro principais itens exportados com volume menor que o registrado nos nove primeiros meses de 2020. A redução é de, aproximadamente, 1,5%.

Já os cortes de frango, seus industrializados e também a carne de frango salgada seguem com aumentos expressivos no volume exportado. Em valores relativos, o maior incremento é o da carne salgada: +22,78%. Os industrializados aumentaram 16,77%. E a menor evolução entre os três itens é a dos cortes: +11,18%. Que, no entanto, respondem por mais de 70% dos (quase) 4,072 milhões de toneladas até agora exportados – um volume cerca de 8,5% maior que o de idêntico período de 2020.

No que tange aos preços médios registrados, os quatro itens chegam até aqui com evolução positiva. Mas os industrializados permanecem próximo da estabilidade (aumento inferior a 1,5%), enquanto a carne salgada obteve aumento de 9,64%. Porém, o melhor desempenho recai sobre o produto in natura: +10,91% para os cortes e +22,24% para o frango inteiro.

O corolário foi, naturalmente, um incremento generalizado na receita cambial. As maiores variações relativas – aumento de 19,10% e 37,56% – recaíram, respectivamente, sobre os industrializados. Mas, juntos, representaram apenas 8,67% da receita global. Ou seja: o peso maior veio do frango inteiro (+20,6%) e, sobretudo, dos cortes (+25,44%). Juntos, propiciaram 91,33% dos (quase) US$6,8 bilhões auferidos entre janeiro e novembro de 2021, valor 24,63% superior ao de idêntico período do ano passado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.