Agronegócio

Carne de frango sobe de posição e agora é o 5º produto da pauta cambial

Carne de frango encerrou os primeiros cinco meses de 2016 com uma receita cambial que a coloca como o quinto principal produto exportado pelo Brasil.
Por:
287 acessos

Depois de, entre janeiro e abril, oscilar entre a sexta e a sétima posições da pauta cambial, a carne de frango encerrou os primeiros cinco meses de 2016 com uma receita cambial que a coloca como o quinto principal produto exportado pelo Brasil no corrente exercício.

Essa ascensão é devida, em parte, aos recuos do milho e da celulose. Esta vinha ocupando a posição ora pertencente à carne de frango e agora se encontra no sexto lugar. 

Já o milho, que no início do ano chegou a ser, pela receita cambial, o principal produto exportado pelo Brasil, teve suas exportações reduzidas - não só por dar espaço à soja, mas também porque os estoques internos praticamente se esgotaram. Com isso, fechou os cinco primeiros meses de 2016 como o oitavo produto da pauta cambial (mesmo assim, uma posição significativa, visto que nos cinco primeiros meses do ano passado se encontrava no 16º lugar).

Mas boa parte da ascensão da carne de frango ao quinto posto se deve ao próprio desempenho do produto no mercado externo. Pois o aumento de volume, superior a 20% em comparação aos primeiros cinco meses de 2015, neutralizou a redução de preço enfrentada internacionalmente pela carne de frango.

Isso fez com que a receita do setor se tornasse positiva, fato que ocorre pela primeira vez em quase 30 meses, visto que desde janeiro de 2014 os resultados acumulados no decorrer do exercício vinham sendo negativos em relação ao mesmo período do ano anterior.

Com tal resultado, a carne de frango passou a responder por 3,2% de toda a receita obtida pelo Brasil com as exportações. Esse índice corresponde a um aumento de participação de 2,44% em relação ao que foi registrado nos mesmos cinco meses de 2015.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink