Carnes: receita cambial e volume embarcado recuam em julho

Agronegócio

Carnes: receita cambial e volume embarcado recuam em julho

No mês, o volume total embarcado recuou quase 6%, influenciado sobretudo pela carne suína, com embarques 11,27% menores
Por:
224 acessos
O fato de julho ter sido – em termos de dias úteis – o mês mais longo de 2009 (23 dias úteis) não teve o menor reflexo sobre as exportações de carnes. Ao contrário, comparativamente ao mês anterior, junho de 2009 (21 dias úteis ou quase 10% de embarques a menos), elas registraram recuo tanto no volume embarcado quanto na receita cambial.

No mês, o volume total embarcado recuou quase 6%, influenciado sobretudo pela carne suína, com embarques 11,27% menores. O volume de carne bovina recuou 8,57% e o de carne de frango 4,32%.

A receita cambial do mês poderia ter apresentado resultado ainda menor não fosse a valorização – lenta, mas gradual – no preço médio dos três produtos. Neste caso, a valorização maior foi a da carne suína (8,65%), vindo a seguir a bovina (5,04%) e, por fim, a de frango (2,23%).

Vem daí, pois, a queda de apenas 2,95% na receita cambial do mês. A do frango (que correspondeu a 55% da receita total das três carnes) recuou 2,18%, enquanto as carnes suína e bovina apresentaram, respectivamente, quedas de 3,59% e de 3,97%.

É quase dispensável mencionar que em relação a julho de 2008 os resultados foram, todos, negativos: a receita cambial foi 28,15% menor, o volume exportado recuou 8,18% e o preço médio das carnes bovina e suína foram 19% inferiores, enquanto o da carne suína recuou mais de 30%.
 
 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink