Carnes e soja puxam alta dos preços do produtor


EM NOVEMBRO

Carnes e soja puxam alta dos preços do produtor

Elevação do câmbio, queda na safra dos EUA, PSA e exportações influenciaram nos resultado
Por:
1612 acessos

O mês de novembro registrou uma alta de 1,50% no Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelo Produtor (IIPR) no mês de novembro. Com a habilitação de novos frigoríficos pela China, houve um aumento nas exportações e, consequentemente, um reajuste de 16% no preço do Boi Gordo. O mercado de suínos também contribuiu para o desempenho do índice, especialmente por reflexo da peste suína africana. A queda na safra norte americana também foi determinante para a alta. Os dados foram divulgados pela Farsul nesta quinta-feira, dia 19.

O aumento vem depois de um período de quedas no preço pago ao produtor, enquanto o IPCA Alimentos valorizava. Em novembro, o IIPR apresentou alta superior ao índice que mede os preços no varejo. Já os custos de produção vêm registrando queda nos últimos seis meses. A alta oferta de fertilizantes vem impulsionando o Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) para baixo, mesmo com uma taxa cambial alta. Em novembro, o indicador registrou -0,13%.

No acumulado em 12 meses, o IICP teve uma queda de 2,40%, com os fertilizantes marcando -10%, mas, o resultado não foi suficiente para recuperar 2018 que teve alta de 7,61%. O IPCA registra 3,27% e o IPCA Alimentos, 3,35%, no acumulado de 12 meses, comprovando o descolamento com os indicadores do agronegócio em um curto espaço de tempo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink