Carnes fecharam 1º quadrimestre com receita cambial quase 10% maior
CI
Agronegócio

Carnes fecharam 1º quadrimestre com receita cambial quase 10% maior

Aumento de 6,73% para o frango e 21% para a carne bovina
Por:
Encerrado o primeiro quadrimestre de 2013, as duas principais carnes exportadas pelo País vêm apresentando comportamentos opostos: a de frango enfrenta significativa redução no volume embarcado, mas mostra excelente recuperação no preço; a bovina continua com preço inferior ao do mesmo período de 2012, mas em contrapartida teve surpreendente avanço no volume exportado. 


Felizmente, em ambos os casos, os resultados positivos neutralizaram o desempenho negativo. Com isso, as duas carnes tiveram incremento de receita no período. A de frango, de 6,73%; e a bovina, em índice bem mais expressivo, de 21%. 

Não tão bons foram os desempenhos das carnes suína e de peru. A primeira também recuperou preço, mas como seu volume caiu perto de 9%, a receita cambial ficou negativa em 5,12%. A carne de peru, por sua vez, perdeu em volume e preço (só os industrializados tiveram pequena reação no preço) e sua receita também acabou negativa, recuando mais de 8%.


Como, porém, a participação dessas duas carnes é minoritária em relação às carnes de frango (47% da receita total) e bovina (37% da receita total), o resultado final acabou sendo positivo, o segmento carnes registrando aumento de receita muito próximo dos 10%.

 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.