Caroço de algodão valoriza mais de 170%

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Marcel Oliveira
MATO GROSSO

Caroço de algodão valoriza mais de 170%

Na última semana ficou cotado a R$ 1.537,5/t na média do Estado
Por: -Eliza Maliszewski

O caroço do algodão, um subproduto, nunca esteve tão valorizado em Mato Grosso. De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) na última semana, o preço avançou 5,09% em relação à semana passada, ficando cotado a R$ 1.537,5/t na média do Estado.

Além disso, quando comparado com o mesmo período do ano passado a diferença de preço é de alta de 172,31%. Os principais motivos para a constante escalada dos preços são a menor disponibilidade no mercado, com menos de 2% restante no spot, e a valorização do farelo de soja, principal concorrente na composição da proteína animal. 

“Apesar de os valores estarem batendo recorde, os produtores não conseguiram “surfar” a alta dos preços, visto que mais de 80% da produção já estava comprometida quando teve a forte alta nas cotações. Por fim, para o mercado futuro a realidade até o momento é diferente, já que o produtor tem conseguido negociar o caroço acima de R$ 900/t”, diz o boletim.

Já na pluma houve baixa. O preço Imea-MT caiu 3,22%, ficando cotado a uma média de R$ 155,89/@. Diante do menor ritmo das exportações dos EUA, as cotações da pluma na bolsa de NY recuaram 4,75% e 4,05% para os contratos de julho e dezembro, respectivamente.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink