Castanha-de-caju é destaque na lista de produtos com bônus do PGPAF em novembro
CI
Imagem: Pixabay
PGPAF

Castanha-de-caju é destaque na lista de produtos com bônus do PGPAF em novembro

O aumento da oferta da castanha-de-caju devido ao período de colheita colocou o produto entre os destaques neste mês de novembro
Por:

O aumento da oferta da castanha-de-caju devido ao período de colheita colocou o produto entre os destaques neste mês de novembro na lista de bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF). O cálculo do prêmio é feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com base no valor médio praticado pelo mercado no mês anterior à publicação da lista, que nesta edição incluiu também: banana, borracha natural, maracujá, feijão caupi, manga e mel de abelha.

O preço de garantia da castanha-de-caju nos estados produtores (Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Piauí) é de R$ 3,98/kg. No entanto, o preço praticado no mercado variou entre R$ 2,29 (MA) e R$ 3,31 (CE), por quilo. Com o bônus do PGPAF, os agricultores podem abater percentuais que variam de 16,83 % (CE) até 42,46% (MA) em suas prestações do financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

A portaria publicada nesta segunda-feira (9) no Diário Oficial da União apresenta a lista de todos os produtos que ficaram abaixo do preço de garantia estabelecido pelo governo federal e foram contemplados com os bônus. Os percentuais são válidos a partir do dia 10 de novembro até 9 de dezembro.

Entre outros destaques da lista está também a manga, cujo estoque elevado na Bahia resultou em menores preços (R$ 0,77/kg preço médio de mercado), que gerou bônus de 36,36%. Já o maracujá em Sergipe teve aumento da oferta ocasionado pelo avanço da colheita, iniciada em setembro, que resultou em queda nos preços (R$ 1,27/kg preço médio). Quando comparado ao preço de garantia (R$1,58/kg) do produto, gerou bônus de 19,62%. Acesse aqui a lista completa dos produtos com os percentuais de descontos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink